ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Investidor ignora risco de inflação e Bolsas de NY sobem

15/02/2018 14h19

Os índices acionários de Nova York operam novamente em alta nesta quinta-feira, com os investidores ignorando os sinais de inflação mais alta e focando nos fundamentos econômicos positivos.


O índice Dow Jones operava em alta de 0,90%, a 25.116,63 pontos, o S&P 500 sobe 0,65%, a 2.716,13 e o Nasdaq avança 0,87%, a 7.205,74 pontos. Ontem, os três índices voltaram a terreno positivo no acumulado de 2018, mas ainda somam perdas entre 3% e 4% em fevereiro.


Os dados de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) de janeiro, divulgados nesta quinta-feira pelo Departamento do Trabalho dos EUA, deram novos sinais de que a inflação está se firmando no país, com o núcleo dos preços (que exclui as categorias mais voláteis de alimentos e energia) apontando uma alta de 0,4% na margem, bem acima da expectativa de 0,2% para o período. O índice cheio subiu 0,4% em janeiro, em linha com a expectativa. O dado reforça a perspectiva de que a inflação está se recuperando, depois de um dado de preços ao consumidor (CPI) e de renda salarial do "payroll" acima do esperado.


Os investidores, porém, parecem mais focados nos fundamentos, levando as bolsas americanas a anotar cinco sessões consecutivas de ganhos.


Apesar do mercado ter em grande parte ignorado a inflação, os investidores têm uma perspectiva mais forte de que o Federal Reserve eleve os juros quatro vezes neste ano. Hoje, os futuros dos Fed Funds passaram a apontar cerca de 27% de probabilidade de haver ao menos quatro movimentações dos juros em 2018, de acordo com o CME Group. Antes do CPI de ontem, a probabilidade estava em cerca de 17%.


Hoje, apenas o setor de energia opera em queda significativa, pressionado pelos preços do petróleo, enquanto o bom humor dos mercados impulsiona todos os outros a terreno positivo.

Mais Economia