ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Inflação pelo IPC-S acelera em todas capitais no início de junho

11/06/2018 09h00

A aceleração do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) para 0,70% na primeira medição de junho, em comparação aos 0,41% da última leitura de maio, teve contribuição para alta dada por todas as sete capitais pesquisadas, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira (11).

Em Salvador, a inflação subiu 1,37% para 1,40%. Em Brasília, foi de 0,48% para 0,90%. Em Belo Horizonte, disparou de 0,16% para 0,67%. Em Recife, de 0,84% para 1,04%. No Rio de Janeiro, saiu de 0,34% para 0,69%. Em Porto Alegre, de 0,16% para 0,50% e, em São Paulo, foi de 0,21% para 0,42%.

Na apuração, concluída em 7 de junho, seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Alimentação (0,24% para 0,83%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 9,13% para 12,83%.

Também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: Transportes (0,48% para 0,88%), Habitação (0,73% para 0,98%), Educação, Leitura e Recreação (-0,37% para -0,22%), Vestuário (0,41% para 0,56%) e Comunicação (0,20% para 0,21%). Nessas classes de despesa, a FGV destaca o comportamento dos itens: gasolina (2,57% para 3,96%), tarifa de eletricidade residencial (3,94% para 5,09%), salas de espetáculo (0,28% para 0,61%), roupas (0,46% para 0,61%) e tarifa de telefone residencial (-0,32% para -0,15%), respectivamente.

Em contrapartida, os grupos Saúde e Cuidados Pessoais (0,70% para 0,62%) e Despesas Diversas (0,06% para 0,02%) apresentaram decréscimo em suas taxas de variação. Nessas classes de despesa, as maiores contribuições partiram dos itens: medicamentos em geral (0,65% para 0,38%) e alimentos para animais domésticos (0,27% para 0,05%), respectivamente.

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até 15 de junho, será divulgada no dia 18, com resultados regionais no dia 19.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia