PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Qual o papel do franqueador no apoio à gestão de seus franqueados?

Colunista do UOL

26/08/2014 06h00

Desde a escolha do ponto até treinamentos periódicos, cada empresa franqueadora oferece algum tipo de suporte aos seus franqueados para garantir que todos sigam seu modelo de negócio e, com isso, mantenham o sucesso da rede. Além de conquistar a fidelidade dos clientes, as marcas também buscam atrair novos franqueados e expandir para diversas regiões.

Saiba quais são os principais serviços que um futuro franqueado pode esperar de seu franqueador:

Treinamento

Ao iniciar uma nova unidade, as franqueadoras, geralmente, oferecem treinamentos para passar o know-how da rede para toda a equipe. É muito importante transmitir para os colaboradores da loja todo o padrão de como a marca atua, desde como gerir o negócio, o estoque, até como atender o cliente na hora da venda, pois é este processo que mantém o sucesso do negócio.

Além do treinamento inicial, o futuro franqueado tem que saber quais serão os treinamentos contínuos que receberá ao longo do tempo.

Manuais de gestão/operações

Os manuais de franquia são o conjunto de passos operacionais necessários para instruir o franqueado e sua equipe. É um dos meios de transferir o know-how da franqueadora à unidade franqueada e, dessa forma, padronizar o modelo de negócio da rede.

O conteúdo dos manuais são as ferramentas trabalhadas, os conceitos da rede e os processos. Tudo isso com uma linguagem fácil e que estimule a equipe a usá-lo (já que a maioria das pessoas ignoram qualquer tipo de manual).

Esses manuais deverão abordar a gestão da unidade do ponto de vista operacional e financeiro, gestão de equipe, atendimento e vendas.

Seleção do ponto comercial

A escolha do ponto é um dos primeiros fatores a ser levado em conta para gerar bom resultado para a franquia. A localização da loja pode ser tanto na rua, shoppings ou até galerias e outros estabelecimentos. Depende do modelo do negócio e de que maneira ele dá mais visibilidade e se aproxima do público.

O franqueador deve orientar sobre quais características o ponto deve ter, além dos valores máximos de aluguel e outras despesas do ponto.

Apoio jurídico e administrativo

Ao fechar contrato com a rede, muitas vezes são oferecidos serviços jurídicos e administrativos, como apoio jurídico para o contrato social e formalidades legais para abertura da loja (registro na Junta Comercial, inscrição na Receita Federal, CNPJ, entre outros).

Consultoria de campo

Periodicamente, a franqueadora oferece para todas as suas unidades um consultor de campo, seja ele da própria empresa ou contratado de alguma consultoria. Este serviço dá apoio ao franqueado para atualizar a operação da loja, orientando e capacitando a equipe nos aspectos operacionais e comerciais.

Essas visitas normalmente são presenciais e periódicas e podem acontecer de duas até seis vezes ao ano, dependendo de cada franqueador e da necessidade do franqueado.

Projeto arquitetônico

Antes de iniciar a expansão, as franqueadoras contratam um arquiteto para montar um projeto padrão que servirá para todas as unidades da rede. O franqueado é responsável por adaptar este projeto ao seu ponto, contratando um profissional para adequar o modelo exigido de acordo com o tamanho do ponto, ou contratando o arquiteto indicado que já trabalha para a empresa. Algumas grandes redes oferecem seus próprios arquitetos para fazer o serviço.

Publicidade e Marketing

Dentre as taxas que o franqueado paga para a franqueadora, existe uma específica que vai para o fundo de propaganda. Esta contribuição é recolhida de todas as unidades da rede com o objetivo de realizar ações de publicidade/marketing para beneficiar toda as lojas, fortalecendo e ampliando a visibilidade da marca.

O dinheiro é aplicado em campanhas em mídias de massa (rádio, televisão, revistas, jornais, internet) e em ações locais, como anúncios e banners. Geralmente, a criação fica por conta do franqueador e a veiculação local fica sob a responsabilidade do próprio franqueado.