Bolsas

Câmbio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/album/2016/10/26/veja-o-caminho-da-cevada-da-roca-ate-virar-malte-para-cerveja.htm
  • totalImagens: 12
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20161026170552
    • RS [5107]; Passo Fundo [50390];
    • Economia [22373]; Cerveja [13564];
Fotos

O malte de cevada é considerado por algumas pessoas como "a alma da cerveja". É um dos três ingredientes principais da bebida, ao lado da água e do lúpulo. O processo que transforma a cevada em malte leva de cinco a seis dias. Clique nas imagens acima e veja como é esse processo em uma maltaria da Ambev em Passo Fundo (RS) iStock/artJazz Mais

O processo de produção da cerveja começa com a plantação da cevada; isso acontece a partir de maio, quando está mais frio; o tempo entre plantio e colheita é de, em média, 130 a 150 dias Alex Borgmann/UOL Mais

A Ambev compra cevada de produtores do Rio Grande do Sul e do Paraná, além de importar o cereal da Argentina e do Uruguai; na imagem, a cevada está em fase de espigamento, quando o grão está se formando Alex Borgmann/UOL Mais

A produção nacional de cevada se concentra na região Sul do país e soma 300 mil toneladas por ano; porém, não atende nem metade (43%) da necessidade da indústria brasileira para produção de malte. Por isso, o país importa anualmente 400 mil toneladas de cevada para completar a produção industrial de 1,3 milhão de toneladas de malte. Os dados são da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) Luiz Eichelberger/Embrapa Mais

A cevada adulta perde a cor verde (algumas ficam amareladas e outras mais escuras, dependendo do tipo), o que indica que está pronta para ser colhida; a colheita do cereal é feita com uso de máquinas agrícolas e acontece, geralmente, no mês de novembro; os grãos são estocados em depósitos para poderem ser usados ao longo do ano todo Alex Borgmann/UOL Mais

Depois de colhidos, os grãos de cevada passam por uma avaliação de qualidade; para ser usado na produção de cerveja, ele deve ter, no mínimo, 95% chance de germinar; se a probabilidade for inferior a isso, o grão é usado na produção de ração animal Alex Borgmann/UOL Mais

Aos poucos, a cevada apropriada para a indústria cervejeira é levada para a maltaria, onde será transformada em malte; na primeira etapa, é colocada em um tanque, como o da foto, onde é molhada por cerca de 35 horas para dar início à germinação Alex Borgmann/UOL Mais

O grão de cevada fica no tanque de umidificação por cerca de 35 horas; após esse período, ele começa a se abrir e a criar raiz Alex Borgmann/UOL Mais

Na etapa seguinte, a cevada segue para o germinador, uma espécie de tanque com temperatura controlada entre 15º C e 25º C; ali, o grão vai continuar seu processo de germinação; até aqui, o processo é igual ao do experimento do feijão em um pote com algodão ensinado nas escolas, só que em escala industrial Alex Borgmann/UOL Mais

Os grãos começam a brotar após cerca de 80 horas no germinador; nessa etapa, a cevada passa a se chamar malte verde; durante a germinação ela adquiriu as enzimas que vão converter o amido do grão em açúcares; posteriormente, esses açúcares serão convertidos em álcool no processo de fermentação da cerveja Alex Borgmann/UOL Mais

Na última etapa, a cevada (já chamada de malte verde) vai para uma estufa, onde o grão é seco a temperaturas que podem chegar aos 80º C; o objetivo aqui é retirar a umidade para que os grãos parem de germinar; o processo de secagem dura cerca de 20 horas Alex Borgmann/UOL Mais

Quando o grão está completamente seco, ele passa a ser chamado de malte de cevada e está pronto para ser usado na fabricação de cerveja Alex Borgmann/UOL Mais

Veja o caminho da cevada da roça até virar malte para cerveja

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos