Bolsas

Câmbio

Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Banco estatal alemão faz transferência errada de US$ 5,4 bilhões

O KfW, banco estatal de desenvolvimento da Alemanha que ficou famoso ao transferir equivocadamente centenas de milhões de euros para o Lehman Brothers Holdings no dia em que o banco americano pediu falência, aprontou novamente. Em fevereiro, o KfW errou ao transferir mais de 5 bilhões de euros (US$ 5,4 bilhões) para quatro bancos devido a um problema técnico que repetia os mesmos pagamentos diversas vezes, de acordo com pessoas a par do assunto que pediram anonimato porque a questão tem caráter privado. O KfW afirma que descobriu o problema e recebeu o dinheiro de volta sem prejuízos. (Com Bloomberg) Leia Mais

Bovespa sobe no dia, mas fecha semana com queda acumulada de 0,55%

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (24) com valorização de 0,51%, a 63.853,77 pontos. Na véspera, a Bovespa havia ficado praticamente estável, com leve alta de 0,01%.  Apesar de subir no dia, a Bolsa encerra a semana com queda acumulada de 0,55%. O resultado foi influenciado, principalmente, pela alta dos bancos, da Ambev e das ações ordinárias (com direito a voto em assembleia) da Petrobras. Por outro lado, os papéis preferenciais (com prioridade na distribuição de dividendos) da estatal e as ações da mineradora Vale fecharam em baixa. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar cai 0,94% e fecha a R$ 3,108, após três altas seguidas

O dólar comercial fechou esta sexta-feira (24) em queda de 0,94%, cotado a R$ 3,108 na venda, após três altas seguidas. Na véspera, a moeda norte-americana havia subido 1,36%. Apesar de cair no dia, o dólar termina a semana com valorização acumulada de 0,24%. Investidores mantinham a cautela com o andamento da reforma da Previdência no Congresso Nacional, depois que o governo obteve placar apertado para a votação da terceirização na Câmara dos Deputados. (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa de Portugal fecham em alta de 0,44%; França tem baixa de 0,24%

Das seis principais Bolsas de Valores da Europa, três fecharam esta sexta-feira (24) em alta, duas caíram e uma ficou praticamente estável. O índice FTSEurofirst 300 teve baixa de 0,16%, a 1.485 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,18%, a 377 pontos. Investidores estavam com a atenção voltada para a votação de um projeto de lei sobre o sistema de saúde do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Veja o desempenho dos principais mercados europeus nesta sessão:

  • Portugal: +0,44%
  • Alemanha: +0,2%
  • Itália: +0,1%
  • Inglaterra: -0,05%
  • Espanha: -0,15%
  • França: -0,24% (Com Reuters)
Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,11, e Bolsa sobe

dólar comercial operava em queda, e a Bovespa subia nesta sexta-feira (24). Por volta das 15h40, a moeda norte-americana se desvalorizava 0,87%, a R$ 3,11 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,24%, a 63.680,98 pontos. O mercado ainda opera em meio à cautela com a cena política. Os desdobramentos da operação Carne Fraca continuam no horizonte dos investidores, sobretudo seus efeitos sobre as exportações brasileiras e também sobre a credibilidade do Brasil. Também há incertezas sobre a votação da reforma da Previdência. (Com Reuters)

Exportadores de frangos e suínos perdem US$ 40 mi em uma semana

Indústrias exportadoras de carne suína e de frango perderam US$ 40 milhões na primeira semana após as revelações da Operação Carne Fraca, que levaram ao fechamento de diversos mercados no exterior, estimou nesta sexta-feira (24) a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal). A receita corresponde a 22% da previsão total de embarques de uma semana, de US$ 185,7 milhões. A ABPA estimou que os bloqueios totais ou parciais, que ocorrem em 25 mercados, representam 20% da receita das exportações de carne de frango e 33% dos embarques de carne suína. (Com Reuters)  Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,11, e Bolsa sobe

dólar comercial operava em queda, e a Bovespa subia nesta sexta-feira (24). Por volta das 14h30, a moeda norte-americana se desvalorizava 0,79%, a R$ 3,113 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,34%, a 63.748,63 pontos. O mercado ainda opera em meio à cautela com a cena política. Os desdobramentos da operação Carne Fraca continuam no horizonte dos investidores, sobretudo seus efeitos sobre as exportações brasileiras e também sobre a credibilidade do Brasil. Também há incertezas sobre a votação da reforma da Previdência. (Com Reuters)

BNDES descarta rever linhas de financiamento para frigoríficos

A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, afirmou nesta sexta-feira (24) que o banco de fomento não pretende revisar financiamentos a frigoríficos, mas aguarda mais informações sobre a operação Carne Fraca, da Polícia Federal, sobre esquema de propina a fiscais sanitários. "Aparentemente a coisa é restrita e por ora não estamos fazendo nada, só acompanhando", disse Maria Silvia a jornalistas, antes de evento no banco. A presidente do banco de fomento rebateu críticas referentes ao ritmo de liberação de recursos do BNDES, cujos desembolsos caíram 16% no primeiro bimestre sobre o mesmo período do ano passado. (Com Reuters)  Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,12, e Bolsa sobe

dólar comercial operava em queda e a Bovespa subia nesta sexta-feira (24). Por volta das 13h30, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,67%, a R$ 3,117 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,52%, a 63.863,48 pontos. O mercado ainda opera em meio à cautela com a cena política. Os desdobramentos da operação Carne Fraca continuam no horizonte dos investidores, sobretudo seus efeitos sobre as exportações brasileiras e também sobre a credibilidade do Brasil. Também há incertezas sobre a votação da reforma da Previdência. (Com Reuters)

Aumento dos juros é necessário, diz autoridade do BC dos EUA

Um aumento delicado da taxa de juros pelo Federal Reserve, banco central norte-americano, é necessário, uma vez que a economia está estável e qualquer nova queda no desemprego pode levar a alta de inflação, disse nesta sexta-feira (24) o presidente do Fed de Nova York, William Dudley, um dos mais influentes banqueiros centrais dos Estados Unidos. "A economia está com performance muito boa agora e... estamos muito perto do pleno emprego. Você provavelmente poderia empurrar a taxa de desemprego um pouco para baixo, mas se fizer isso, você provavelmente começaria a ter problema de inflação", afirmou Dudley. (Com Reuters) 

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,12, e Bolsa sobe

dólar comercial operava em queda e a Bovespa subia nesta sexta-feira (24). Por volta das 12h25, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,64%, a R$ 3,118 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,15%, a 63.623,38 pontos. O mercado ainda opera em meio à cautela com a cena política. Os desdobramentos da operação Carne Fraca continuam no horizonte dos investidores, sobretudo seus efeitos sobre as exportações brasileiras e também sobre a credibilidade do Brasil. Também há incertezas sobre a votação da reforma da Previdência. (Com Reuters)

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,13, e Bolsa sobe

dólar comercial operava em queda e a Bovespa subia nesta sexta-feira (24). Por volta das 11h25, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,42%, a R$ 3,125 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,27%, a 63.703,28 pontos. O mercado ainda opera em meio à cautela com a cena política. Os desdobramentos da operação Carne Fraca continuam no horizonte dos investidores, sobretudo seus efeitos sobre as exportações brasileiras e também sobre a credibilidade do Brasil. Também há incertezas sobre a votação da reforma da Previdência. (Com Reuters)

Gasto de brasileiro no exterior cai 14% em fevereiro, mas sobe 62% em 1 ano

Os brasileiros gastaram US$ 1,36 bilhão em viagens internacionais em fevereiro, aumento de 61,7% em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 841 milhões), mas queda de 13,81% na comparação com janeiro (US$ 1,578 bilhão). Os números são do Banco Central (BC) e foram divulgados nesta sexta-feira (24). O resultado foi afetado pela desvalorização do dólar em fevereiro. A cotação da moeda norte-americana caiu 1,2% no mêsLeia Mais

Dólar opera quase estável, vendido perto de R$ 3,14, e Bolsa sobe

dólar comercial operava quase estável e a Bovespa subia nesta sexta-feira (24). Por volta das 10h20, a moeda norte-americana tinha leve queda de 0,03%, a R$ 3,137 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,36%, a 63.760,93 pontos. O mercado ainda opera em meio à cautela com a cena política. Os desdobramentos da operação Carne Fraca continuam no horizonte dos investidores, sobretudo seus efeitos sobre as exportações brasileiras e também sobre a credibilidade do Brasil. Também há incertezas sobre a votação da reforma da Previdência. (Com Reuters)

BNDES descarta rever linhas de financiamento para frigoríficos

A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, afirmou nesta sexta-feira (24) que o banco de fomento não pretende revisar financiamentos a frigoríficos, mas aguarda mais informações sobre a operação Carne Fraca, da Polícia Federal, sobre esquema de propina a fiscais sanitários. "Aparentemente a coisa é restrita e por hora não estamos fazendo nada, só acompanhando", disse Maria Silvia a jornalistas. (Com Reuters)

Dólar abre o dia operando quase estável, vendido perto de R$ 3,14

O dólar comercial abriu os negócios desta sexta-feira operando quase estável, após subir 1,36% na véspera. Por volta das 9h10, a moeda norte-americana tinha leve alta de 0,06%, a R$ 3,14 na venda. O mercado ainda opera em meio à cautela com a cena política. Os desdobramentos da operação Carne Fraca continuam no horizonte dos investidores, sobretudo seus efeitos sobre as exportações brasileiras e também sobre a credibilidade do Brasil. Também há incertezas sobre a votação da reforma da Previdência(Com Reuters)

Hong Kong vai retirar carne brasileira supostamente adulterada do mercado

Hong Kong anunciou nesta sexta-feira (24) que retirará do mercado a carne brasileira supostamente adulterada procedente dos 21 estabelecimentos investigados na operação Carne Fraca. A região, um dos maiores mercados para a carne brasileira, já havia proibido no início da semana as importações de carne do Brasil. (Com AFP)

Após barrar Brasil, China retira restrições à importação de carne da Austrália

A China concordou em retirar restrições à importação da carne bovina da Austrália durante uma visita ao país do primeiro-ministro chinês, Li Keqiang. O premiê australiano, Malcolm Turnbull, disse que o acordo iria liberar as exportações de 11 companhias australianas, sem limitações. "Esse novo acordo gerará um significativo crescimento futuro", afirmou Turnbull. As exportações de carne bovina da Austrália para a China geraram 8 bilhões de dólares australianos (US$ 6,1 bilhões) no ano passado. O acordo entre os países ocorre em meio a um escândalo de carne contaminada no Brasil, que levou países, entre eles a China, a buscar outras fontes de carne. A China tem sido o maior comprador da carne brasileira. (Com Agência Estado)

Bolsa da China fecha em alta de 0,63%, na segunda semana de avanço

A maioria das Bolsas da Ásia e do pacífico fechou em alta nesta sexta-feira (24). A Bolsa da China avançou 0,63%, na segunda semana seguida de valorização, puxada por ações do setor de infraestrutura. Veja as variações das Bolsas da região:

  • Japão: +0,93%
  • Hong Kong: +0,13%
  • China: +0,63%
  • Coreia do Sul: -0,17%
  • Taiwan: -0,28%
  • Cingapura: +0,51%
  • Austrália: +0,8%. (Com Reuters)

Conversor de moedas

Resultado:

Cursos Online
UOL Cursos Online

Câmbio

Dólar comercial - 24/03/2017 17h00
Compra Venda Variação
Dólar com. 3,1070 3,1083 -0,94%
Dólar tur. 2,9500 3,2700 -1,21%
Euro 3,3552 3,3577 -0,76%
Libra 3,8741 3,8764 -1,35%
Pesos arg. 0,1991 0,1994 -0,99%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 24/03/2017 17h21 - 63.853,77
Variação
Brasil | Bovespa +0,51%
EUA | Nasdaq +0.19%
França | CAC 40 -0.24%
Japão | Nikkei +0.93%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações em destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 49,930 0,0%
Ouro US$ 1244,550 0,0%
Prata US$ 17,790 0,0%
Platina US$ 966,000 0,0%
Paládio US$ 814,000 0,0%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA fev.17 +0,33%
IPC-Fipe fev.17 +0,08%
IGP-M fev.17 +0,08%
INPC fev.17 +0,24%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 937,00 2017
Global 40 +112,32% 24.Mar.2017
TR +0,06% 24.Mar.2017
CDI +12,13% 24.Mar.2017
SELIC +12,25% 23.fev.2017
IPCA +0,33% fev.17

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos