Conteúdo publicado há 10 meses

Bolsa fecha em queda após decisões globais de juros; dólar vai a R$ 4,93

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira (B3), fechou o dia em queda de 1,8%, aos 116.145,05 pontos. Já o dólar comercial fechou em alta de 1,12%, cotado a R$ 4,9352.

O mercado internacional reagiu negativamente às taxas de juros divulgadas globalmente —em especial, aos juros dos Estados Unidos, que sinalizaram uma política monetária restritiva por mais tempo.

Decisões sobre juros no mundo

O Banco da Inglaterra manteve sua taxa diretriz em 5,25% nesta quinta-feira, após 14 aumentos consecutivos desde que iniciou uma política de endurecimento monetário, em dezembro de 2021, para controlar a inflação.

Ontem, o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) anunciou um corte de 0,5 ponto na taxa de juros no Brasil, que foi para 12,75%.

Após a decisão do Federal Reserve (Fed, Banco Central americano), ontem, de manter estáveis suas taxas básicas de juros, o Banco Nacional Suíço adotou a mesma estratégia um dia depois, contrariando a decisão do Banco Central Europeu (BCE) de elevar sua taxa diretriz, na semana passada.

O Banco Central do Japão anuncia sua decisão de política monetária na madrugada desta sexta-feira (22). Em julho, o presidente do BC japonês, Kazuo Ueda, disse que a instituição consideraria a possibilidade de tomar medidas se o juro do JGB de 10 anos se aproximasse de 1%.

Nos EUA, a preocupação com a inflação refletiu negativamente nos mercados.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial (saiba mais clicando aqui). Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

*Com informações da AFP e Reuters

Deixe seu comentário

Só para assinantes