Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/empreendedorismo/album/2016/12/26/veja-historias-de-superacao-de-pequenos-empreendedores.htm
  • totalImagens: 17
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20161226131648
    • Economia [22373];
Fotos

O empresário Marcelo Salomão começou a vida empreendedora como sacoleiro, vendendo computadores e artigos eletrônicos que comprava no Paraguai; hoje é dono da rede Gigatron, que desenvolve softwares para o varejo e prestadores de serviços e emite certificados digitais, e faturou R$ 17 milhões no ano passado Divulgação Mais

O paranaense Juarez Pereira de Araújo já teve diversas profissões: foi soldador, trabalhou em uma fábrica de farol de carro e em um supermercado, como empacotador; depois, virou office-boy e foi promovido à tesouraria; hoje, ele fatura R$ 11 milhões com sua empresa de consultoria em banco de dados Divulgação Mais

Alexandre Serodio virou sócio de um salão de beleza que estava em dificuldades financeiras e fechou cinco meses depois; ele revendeu os produtos que sobraram para antigas clientes e resolveu criar o site Beleza na Web, que faturou R$ 120 milhões em 2015 e pretende crescer 50% em 2016 Divulgação Mais

Luiz Quinderé começou a fazer brownies para vender aos amigos do colégio 11 anos atrás; hoje, fatura R$ 3,5 milhões com a marca Brownie do Luiz, do Rio de Janeiro Divulgação Mais

O administrador de empresas Jefferson Domingos sempre quis ser dono do próprio negócio - vendeu flores perto de cemitério, geladinho (ou gelinho, sacolé) nas ruas e organizou eventos e shows em Cambuí (MG), sua cidade natal, até investir no ramo de alimentação, aos 25 anos; atualmente ele é dono da franquia Açaí Villa Roxa, que faturou R$ 11,5 milhões em 2015 Divulgação Mais

Avó de dois netos, Dona Alzira Ramos, 69, cede seu nome e suas receitas à Fábrica de Bolo Vó Alzira, que teve início em 2007, no Rio de Janeiro, vendendo pedaços de bolo em bares; hoje, são 190 franquias no Brasil e há planos de abrir uma loja nos EUA em 2017 Divulgação Mais

O empresário Maurício Espíndola, 23, é dono do restaurante Gostinho Caseiro, de Bauru (SP), que não dava lucro; ao colocar uma placa com os dizeres "Precisa-se de clientes com ou sem experiência" em frente ao estabelecimento, que vende prato feito e marmitex, ele conseguiu aumentar o seu faturamento em 30% Neide Carlos/UOL Mais

A empresária Sabrina Nunes diz que precisou atuar como cortadora de cana durante quase um ano porque não havia oportunidade de trabalho na sua cidade natal, Itinga (MG); hoje ela é dona do e-commerce Francisca Joias, que estima fechar 2016 com faturamento de R$ 2,6 milhões da venda de semijoias Divulgação Mais

O empresário Leonardo de Matos era dono de uma confecção de roupas masculinas, mas acumulou dívidas que somavam R$ 1 milhão e faliu; para se reerguer e pagar o que ainda deve, ele investiu na "Bosta em Lata", um adubo orgânico de uso doméstico para plantas Divulgação Mais

Darci Vargas começou a trabalhar como feirante aos 16 anos; hoje ele é dono de seis unidades da franquia Prepara Cursos, de cursos profissionalizantes, e coordena 41 escolas que a rede tem no Rio de Janeiro Divulgação Mais

Ranael Ribeiro Nascimento, mais conhecida como Teka, trabalhou por 10 anos como doméstica em uma casa de família, em São Paulo, até que os patrões decidiram se mudar para o exterior; para não deixá-la desamparada em meio à crise econômica, o ex-patrão, o advogado Rodrigo Bueno, se juntou a dois amigos, e os três investiram cerca de R$ 60 mil em um restaurante para ela comandar Divulgação Mais

Prazeres Augusta Pereira de Souza guardou 60% do seu salário como servidora pública todos os meses, durante 30 anos, para fundar a Escola de Esportes Conviver; nesse período ela conseguiu juntar R$ 1 milhão, que investiu na compra do terreno, construção da escola e aquisição de equipamentos após se aposentar Divulgação Mais

Devendo R$ 5 milhões e com 480 protestos de dívidas, a empresária Berenice Freire, sócia da Garden Química, que produz e fornece matéria-prima para a indústria de cosméticos e de higiene e limpeza, ouviu de um consultor em 2011 que era melhor encerrar a empresa; disposta a não perder o negócio da família ?o marido é seu sócio? ela renegociou cada dívida e, 18 meses depois, estava com o nome limpo de novo Divulgação Mais

Celso Silva já foi engraxate e hoje é dono da franquia de ópticas Mercadão dos Óculos, que faturou R$ 16 milhões e totalizou 82 lojas abertas em 2015; para este ano, a expectativa do empresário é chegar a 150 unidades e faturar R$ 40 milhões Divulgação Mais

Depois de ser demitido de uma empresa do setor de agronegócios, onde vendia máquinas, em 2009, o administrador de empresas Márcio Magnus resolveu mudar de área: atuou durante um ano em uma fabricante de chocolates e descobriu o que queria fazer; junto com o irmão, ele criou a Chocolataria Gramado, em 2010, que faturou R$ 8 milhões em 2015 com chocolate artesanal no Rio Grande do Sul (RS) Divulgação Mais

Nascido e criado na Rocinha, no Rio de Janeiro, o ex-detento Jorge Luis Linhares viu no empreendedorismo a saída para o preconceito contra ex-presidiários no mercado de trabalho; hoje, ele vive de fazer propaganda para pequenos comerciantes da favela em carro e moto de som, em rádios locais e também na internet Arquivo pessoal Mais

Taxista por mais de dez anos, Williams Duarte, 53, vendeu o carro com que trabalhava para fundar o negócio próprio, a empresa Só Varais, de São Paulo, especializada em soluções para áreas de serviço, que faturou R$ 2,8 milhões ano passado e cresce por franquias Divulgação Mais

Veja histórias de superação de pequenos empreendedores

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos