Bolsas

Câmbio

Seguro-desemprego: reajuste faz valor máximo da parcela subir a R$ 1.643,72

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto

O governo anunciou, nesta sexta-feira (13), o reajuste do seguro-desemprego. O valor da maior parcela subiu de R$ 1.542,24, em 2016, para R$ 1.643,72 neste ano --aumento de R$ 101,48. O valor mínimo de cada parcela do seguro-desemprego é de R$ 937, o mesmo valor do salário mínimo.

O número de parcelas que o trabalhador tem direito a receber varia de acordo com o tipo de trabalho, a quantidade de meses trabalhados e se já recebeu o benefício antes.

Os novos valores do benefício já estão em vigor desde quarta-feira (11). O cálculo considera a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A correção dos valores pagos vale tanto para todos os trabalhadores demitidos sem justa causa como para pescadores artesanais em período do defeso, trabalhadores que foram resgatados em condições análogas à de escravo e profissionais com contratos de trabalho suspenso (o chamado "lay-off").

Como é feito o cálculo

Para calcular o valor do seguro-desemprego, o trabalhador deve somar o salário dos três meses antes de ser dispensado e dividir o total por três. Em seguida:

  • se o resultado for menor que R$ 1.450,23: multiplique por 0,8;
  • se o resultado for entre R$ 1.450,24 e R$ 2.417,29: o que exceder 1.450,23 deve ser multiplicado por 0,5 e, depois, somado a 1.160,18;
  • se o resultado for maior que R$ 2.417,29: o valor da parcela será de R$ 1.643,72 sempre.

Mais informações, no site: http://trabalho.gov.br/seguro-desemprego

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos