Bolsas

Câmbio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/imposto-de-renda/album/2018/03/16/ir-2018-deducao-de-remedios-e-livros-veja-7-mitos-do-imposto-de-renda.htm
  • totalImagens: 8
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20180316161852
    • Economia [22373]; Deduções [13301]; Imposto de Renda 2018 [78847]; Imposto de renda [13086]; Dúvidas do IR 2018 [78848]; Saúde - Notícias [11180]; Remédio [12435]; Despesas médicas [13044]; Medicina [12829];
Fotos

Alguns temas sempre geram dúvidas na hora de preencher a declaração de IR. Os mitos sobre algumas regras do Leão podem causar erros na declaração ou fazer o contribuinte perder dinheiro (porque terá de pagar mais imposto ou receber restituição menor). Clique nas imagens acima e confira alguns deles. (Fontes: Confirp, Contabilizei, Crowe Horwath, Sage e Receita Federal) Arte/UOL Mais

É SEMPRE POSSÍVEL DEDUZIR GASTOS COM MEDICAMENTOS - Não é verdade. Os gastos com medicamentos, mesmo os de uso contínuo ou para tratamento de doenças graves, como o câncer, não estão entre as despesas com saúde que podem ser abatidas no IR. A única exceção são os remédios usados durante uma internação. Eles podem ser abatidos se integrarem a conta do hospital Shutterstock Mais

É PERMITIDO DEDUZIR GASTOS COM MATERIAL ESCOLAR - Não é verdade. Gastos com compra de livros didáticos e outros materiais escolares não integram as despesas com instrução aceitas pela Receita Federal. É permitido deduzir apenas os gastos com matrícula e mensalidade de escolas de educação infantil (creche e pré-escola), de ensino fundamental, médio ou superior (graduação, mestrado, doutorado e especialização) e também de curso técnico ou profissionalizante. São aceitas as despesas do próprio contribuinte, de seus dependentes e alimentandos, até o limite de R$ 3.561,50 por pessoa Shutterstock Mais

O VALOR DO IMÓVEL DEVE SER ATUALIZADO - Depende. O valor que deve ser declarado na ficha "Bens e Direitos" é o custo de aquisição, ou seja, quanto o contribuinte pagou para comprar o imóvel. Esse valor poderá ser acrescido das despesas com uma eventual construção, ampliação ou reforma. Porém, é necessário ter as notas fiscais dos materiais comprados e os recibos da mão de obra utilizada para comprovar os gastos com as benfeitorias Shutterstock Mais

PAIS, AVÓS E BISAVÓS PODEM SEMPRE SER DECLARADOS COMO DEPENDENTES - Nem sempre. Eles só podem ser seus dependentes se tiverem recebido, em 2017, rendimentos tributáveis (salário, aposentadoria, pensão ou aluguel, por exemplo) ou não tributáveis (como rendimentos da poupança) de até R$ 22.847,76. Não há limite de renda para incluir cônjuge, companheira (o) ou filhos (até 21 anos ou 24 anos se fizerem faculdade ou curso técnico) como dependentes na declaração, mas os rendimentos deles devem ser informados Shutterstock Mais

INCLUIR DEPENDENTE É SEMPRE UMA VANTAGEM - Nem sempre. Declarar um dependente traz algumas vantagens, como o desconto automático de R$ 2.275,08, além da possibilidade de deduzir os gastos dele com instrução e saúde. Mas se o dependente tiver renda própria, os valores também precisam ser declarados. Nesse caso, os abatimentos poderão ser menores do que o acréscimo de imposto gerado pela renda dele. Simule as duas situações na declaração, com e sem o dependente, para evitar pagar mais imposto em vez de reduzi-lo Shutterstock Mais

QUEM TEM MAIS DE 65 ANOS ESTÁ DISPENSADO DE DECLARAR - Não é verdade. O fato de o contribuinte ter 65 anos ou mais não é condição para liberá-lo de fazer a declaração. Por exemplo, se ele recebeu rendas (aposentadoria, pensão ou aluguel, por exemplo) que somem mais de R$ 28.559,70 em 2017, deve apresentar declaração. Há outras condições que também obrigam a fazer IR, como a posse de bens que somem mais de R$ 300 mil, negociação de ações em bolsa de valores ou ainda rendimentos isentos (como da poupança) acima de R$ 40 mil Shutterstock Mais

QUEM RECEBEU MENOS DE R$ 28.559,70 NÃO PRECISA DECLARAR - Depende. Mesmo que o contribuinte tenha obtido renda inferior a esse valor em 2017, há outras condições que o obrigam a apresentar declaração, como a posse de bens que somem mais de R$ 300 mil, a venda de um imóvel com ganho financeiro, negociação de ações em Bolsa de Valores ou ainda rendimentos isentos (como da poupança) que tenham superado R$ 40 mil no ano passado Shutterstock Mais

IR 2018: Posso deduzir material escolar e remédio do imposto? Veja 7 mitos

Mais álbuns de Imposto de Renda x

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos