IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Imposto de renda

Dúvidas do IR 2019


IR 2019: Como casais devem declarar?

2019-04-10T19:08:52

10/04/2019 19h08

Na hora de preparar a declaração do Imposto de Renda 2019, vale mais a pena declarar junto com o cônjuge ou separadamente? Tudo vai depender da realidade de cada casal e das receitas e despesas dedutíveis que possuem.

Quem pode declarar em conjunto?

Pelas regras da Receita Federal, podem declarar em conjunto:

  • As pessoas oficialmente casadas
  • Aqueles que vivem uma união estável há mais de cinco anos
  • Casais com filhos em comum, independentemente do tempo de convivência ou se a relação é formal ou não.

As mesmas regras valem para relações homoafetivas comprovadas por meio de contrato registrado em cartório ou por acordo judicial.

Mas tome cuidado: o cônjuge precisa ter renda tributável. Se não tiver, não pode ser feita a declaração em conjunto.

Avalie diferentes possibilidades

Para determinar a melhor forma de declarar, o caminho é fazer simulações e entender em qual situação existe maior vantagem fiscal para o casal.

Declaração em conjunto: mais deduções podem aumentar restituição

Quando um casal escolhe declarar em conjunto, um aparecerá como titular no formulário e o outro como dependente. As rendas de ambos serão somadas, assim como todas as despesas dedutíveis previstas em lei, como gastos com saúde, educação, filhos etc.

A diferença entre os dois valores será a base de cálculo do IR anual. Sobre este valor, aplica-se a tabela progressiva do imposto de renda. Do valor apurado, deduz-se ainda todo o imposto retido na fonte em 2018, cuja informação consta nos informes de rendimento de ambos.

A princípio, declarar em conjunto pode parecer a opção menos vantajosa, porque o aumento da renda familiar levará a uma faixa de tributação mais elevada. Por outro lado, se ao somar as despesas dedutíveis dos dependentes (cônjuge e filhos) e identificar que o valor é significativo, a base de cálculo do IR será menor, resultando em um imposto a pagar menor ou no aumento do valor da restituição.

Declaração em separado: declara dependente quem ganha mais

Quanto maior for a renda tributável, maior tende a ser a necessidade de deduzir despesas para reduzir a base de cálculo do IR. É esta análise que o casal precisa fazer.

Ao optarem por declarar separadamente, cada um prepara o seu formulário individual e combina em qual declaração o filho será informado como dependente, pois não pode constar em ambas simultaneamente. Quando há mais de um filho, é permitido dividi-los entre as declarações para favorecer ambos.

Muitas vezes os rendimentos de cada cônjuge são diferentes e podem estar em alíquotas distintas na tabela progressiva. O salário de um pode estar na faixa de 27,5% e do outro em 15%, por exemplo. Neste caso, incluir o filho (e suas respectivas despesas dedutíveis) na declaração de quem ganha mais terá um efeito maior.

Declaração de Bens e Direitos

Outra particularidade para quem declara em separado diz respeito à declaração de bens, que são informados apenas no formulário de um dos contribuintes.

A outra parte deve informar, na ficha "Bens e Direitos" da sua declaração, utilizando o código 99 (outros), que os bens estão relacionados na declaração do cônjuge, informando o nome e CPF dele. Nos campos "Situação em 31/12/2017" e "Situação em 31/12/2018", coloque zero.

O sistema dará uma mensagem de alerta padrão, pedindo para preencher o campo com algum valor válido, porém não irá bloquear o envio do formulário. Assim, basta seguir em frente, mantendo o valor zerado.

Veja também:

Tire suas dúvidas sobre IR 2019 no UOL Economia
Baixe o programa para declarar e entregar o IR 2019
Receita Federal e faculdades ajudam a fazer declaração de graça
O que é melhor: declaração completa ou simplificada?
Quem pode ser dependente e como isso reduz seu imposto?
Como pagar menos imposto ou receber mais restituição?

IR 2019: Posso deduzir do imposto os gastos com remédios?

UOL Notícias

Mais Dúvidas do IR 2019