IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Imposto de renda

Dúvidas do IR 2019


IR 2019: Pegou empréstimo de mais de R$ 5.000 no banco? Tem que declarar

12/03/2019 21h19

Você pegou um empréstimo no banco ou em uma financeira? Precisa declarar essa dívida no Imposto de Renda 2019, se o empréstimo for maior que R$ 5.000. Veja como fazer:

O empréstimo deve ser declarado na ficha "Dívidas e Ônus Reais". Escolha o código conforme o tipo de instituição: 11 - Estabelecimento bancário comercial (banco) ou 12 - Sociedade de crédito, financiamento e investimento (financeira).

Na coluna "Discriminação", informe os detalhes da dívida, o nome e CNPJ da instituição que forneceu o empréstimo.

No campo "Situação em 31/12/2017", informe o saldo da dívida naquela data, se ela já existia. Se ainda não havia tomado emprestado nada, deixe em branco.

No campo "Situação em 31/12/2018", informe o saldo da dívida nessa data. E no campo "Valor Pago em 2018" informe o total de prestações pagas no ano passado.

A Receita obriga a informar apenas as dívidas com valor superior a R$ 5.000.

Veja também:

Tire suas dúvidas sobre IR 2019 no UOL Economia
Baixe o programa para declarar e entregar o IR 2019
Receita Federal e faculdades ajudam a fazer declaração de graça
O que é melhor: declaração completa ou simplificada?
Quem pode ser dependente e como isso reduz seu imposto?
Como pagar menos imposto ou receber mais restituição?

Imóvel financiado e consórcio não devem ser declarados em 'Dívidas'

Não informe na ficha "Dívidas e Ônus Reais" o financiamento para compra de imóvel feito pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) ou outras dívidas nas quais o bem é dado como garantia de pagamento, como a compra de carro financiado. Consórcios também não devem ser declarados nesta ficha.

No caso de financiamentos e consórcios já contemplados, a compra deve ser declarada na ficha "Bens e Direitos", no código relativo ao bem. Por exemplo: 11 - apartamento ou 21 - veículo. No campo "Discriminação", informe os dados do bem, do vendedor e do financiamento ou consórcios.

Nos campos "Situação em 31/12/2017" e "Situação em 31/12/2018", informe os valores efetivamente pagos (entrada mais prestações) ao final de cada ano. Por exemplo, se você já tinha pago R$ 10 mil no fim de 2017 e quitou 12 prestações de R$ 1.000 em 2018, informe R$ 22 mil em "Situação em 31/12/2018".

Consórcios não contemplados devem ser informados também na ficha "Bens e Direitos", sob o código 95.

IR 2019: Posso deduzir do imposto os gastos com remédios?

UOL Notícias

Dúvidas do IR 2019