PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Imposto de Renda 2022: Posso atualizar meu imóvel pelo valor de mercado?

Colaboração para o UOL, de São Paulo

26/04/2022 04h00Atualizada em 10/05/2022 11h56

Se você possui um imóvel, veja os cuidados que deve tomar na hora de informar o valor desse patrimônio na sua declaração do Imposto de Renda 2022. De forma geral, o valor declarado nunca deve ser alterado. Há apenas algumas situações que a legislação permite modificar o valor do imóvel de um ano para outro.

Jamais atualize o valor do imóvel pelo preço de mercado. Sempre repita o valor informado na declaração do ano anterior. Veja a seguir quais são as principais situações em que o valor do imóvel pode ser aumentado no Imposto de Renda e como isso deve ser feito.

Os casos mais comuns em que o imóvel pode ter seu valor reajustado no Imposto de Renda são quando há construção, reforma e ampliação, ou quando você ainda está pagando o financiamento do bem. Também é possível alterar o valor quando o imóvel é recebido em herança, mas em condições bastante específicas. Veja a seguir como preencher a declaração para os casos mais comuns.

Como declarar construção, reforma ou ampliação

Caso você tenha feito construção, ampliação ou reforma no imóvel, pode acrescentar essas despesas ao valor do bem.

Vale qualquer material e serviço que promova uma alteração ou melhoria no imóvel e que tenha caráter permanente: troca de piso, um cômodo novo, pintura, peças e serviços de manutenção.

Porém, a compra de móveis, como um sofá novo para a sala, não conta para o Imposto de Renda porque os móveis podem ser levados de uma residência para para outra, ou seja, não têm caráter permanente no imóvel.

Junte as notas fiscais dos materiais e dos serviços gastos. Pegue recibos de pedreiros, pintores e outros prestadores de serviço. Não esqueça de colocar no recibo o nome e CPF do profissional, endereço, telefone de contato, descrição do serviço, valor pago, data e assinatura do prestador de serviço.

Para quem já declarou o imóvel no Imposto de Renda do ano passado, o processo de preenchimento da declaração é simples. Basta importar a declaração de 2021 para o programa do IR 2022 que os campos principais da ficha de "Bens e direitos" serão preenchidos automaticamente.

Após a importação da declaração do ano passado, abra a ficha de "Bens e direitos" e clique em cima do imóvel, que deverá aparecer na sua lista de bens declarados.

Informe no campo "Discriminação" que o imóvel passou por construção, ampliação ou reforma e detalhe os serviços e valores gastos.

Para atualizar o valor do imóvel na declaração, some os valores efetivamente pagos no ano passado com a construção ou reforma com o valor do imóvel declarado em 31/12/2020. Coloque o resultado da soma no campo "situação em 31/12/2021".

IR22 reforma - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Por exemplo, se o imóvel estava declarado por R$ 100 mil em 31/12/2020 e você gastou R$ 20 mil em uma reforma no ano passado, coloque R$ 120 mil no campo "situação em 31/12/2021".

Está pagando financiamento? Também pode atualizar o valor

A mesma lógica vale para quem ainda está pagando o financiamento do imóvel. Junte os comprovantes das prestações e informe no campo "Discriminação" os detalhes do financiamento e quantas parcelas foram pagas no ano passado.

O total pago de prestações em 2021 deve ser somado ao valor do imóvel declarado em 31/12/2020. Coloque o resultado no campo "situação em 31/12/2021".

IR22 financia2 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Por exemplo, se você pagou 12 prestações de R$ 1 mil em 2021 e o imóvel valia R$ 100 mil em 2020, então coloque no campo "Situação em 31/12/2021" o valor total de R$ 112 mil.

Usou o FGTS para quitar parte do financiamento? Veja como declarar

Algumas pessoas aproveitam a possibilidade de uso do FGTS para adiantar o pagamento de prestações do financiamento imobiliário.

Normalmente é possível fazer essa amortização a cada dois anos. Se você fez isso em 2021, precisa preencher duas fichas da declaração do IR 2021.

Siga as orientações desta outra matéria e informe o valor que você usou do FGTS na ficha de "Rendimentos isentos".

Abra a ficha de "Bens e Direitos", clique na ficha referente ao imóvel e informe no campo "discriminação" que houve uso do FGTS para abater prestações, além das prestações normalmente pagas em 2021, como já foi explicado acima.

Some o valor do imóvel informado em 31/12/2020 com o valor usado do FGTS e as prestações pagas em 2021. Coloque o resultado no campo "situação em 31/12/2021".

Fez reforma, usou FGTS e está pagando financiamento? Some tudo

Se você se encaixa nas três situações listadas anteriormente, basta juntar todos os valores gastos com a construção ou reforma com os valores de prestações do financiamento e do saque do FGTS. Some com o valor do imóvel declarado em 31/122020 e coloque o resultado no campo "situação em 31/12/2021".

Não esqueça de detalhar todas as situações no campo "discriminação".

Guarde todos os comprovantes, da construção ou reforma e do pagamento do financiamento por, no mínimo, cinco anos. Durante esse período, a Receita pode convocar o contribuinte para dar explicações caso ache os valores estranhos.