IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Imposto de Renda 2023: Como funciona o desconto simplificado?

iStock/RyanJLane
Imagem: iStock/RyanJLane

Colaboração para o UOL, de São Paulo

23/05/2023 17h08Atualizada em 23/05/2023 18h16

O desconto simplificado é aquele calculado quando se opta pela declaração simplificada. A principal diferença entre esse modelo e a declaração completa está relacionada à quantidade de despesas dedutíveis de cada contribuinte.

O que você precisa saber?

A declaração simplificada é melhor para quem tem poucos gastos dedutíveis e apenas uma fonte de renda.

Esse modelo utiliza um abatimento padrão de 20% sobre a soma de todos os rendimentos tributáveis recebidos ao longo de 2023, limitado a R$ 16.754,34.

A declaração simplificada pode ser usada por qualquer pessoa, independentemente da renda total ou do número de fontes pagadoras.

O imposto recolhido no ano passado, seja pela retenção em fonte ou pelo recolhimento obrigatório mensal (carnê-leão), deverá ser informado, pois será descontado do cálculo final do IR a pagar.

Quando vale optar pela declaração completa?

Essa opção é indicada para quem tem muitas despesas dedutíveis, como gastos com saúde e educação, ou possui dependentes.

É necessário informar todas as despesas e rendimentos ocorridos em 2022 e guardar os comprovantes por cinco anos.

Se a soma total das deduções exceder o limite de R$ 16.754,34, o programa do da Receita apontará o modelo completo como a melhor opção.

O próprio programa da declaração indica a opção mais vantajosa

A recomendação é sempre preencher a declaração com todos os dados disponíveis. Informe especialmente as despesas com saúde, educação, pagamento de pensão alimentícia e contribuição para previdência privada. Elas farão diferença na escolha entre o modelo completo e o simplificado.

Quando todos os dados tiverem sido inseridos no sistema, consulte no menu o item "Opção pela Tributação". Nesse campo, é possível visualizar a opção mais vantajosa e optar por aquela que ofereça um menor valor de imposto a pagar ou o maior valor a restituir.

O que pode ser deduzido no Imposto de Renda?

  • Saúde: despesas médicas podem ser deduzidas integralmente e sem limite de valor.
  • Educação: gastos com matrículas e mensalidades de escolas e faculdades têm um limite anual de R$ 3.561,50 por pessoa (contribuinte, dependente ou beneficiário de pensão alimentícia).
  • Dependentes: cada dependente também dá direito a um abatimento no IR, no valor de R$ 2.275,08 por pessoa. Não há limite para inclusão de dependentes na declaração, desde que devidamente comprovados.
  • Previdência privada: contribuição para plano do tipo PGBL pode ser abatida até o limite de 12% da renda.
  • Pensão alimentícia: pode ser deduzida desde que a pensão tenha sido definida através de uma decisão judicial ou por escritura pública (extrajudicial).
  • Livro-caixa: profissional autônomo pode ser incluído como dedução integral.

O Imposto de Renda é uma declaração que deve ser realizada por pessoas e empresas à Receita Federal anualmente. No documento, devem ser relatados todos os rendimentos ganhos ao longo daquele período. Por meio da declaração, o governo analisa quais tributos já foram pagos pelo contribuinte e se o declarante deve receber restituição ou pagar algum valor de acordo com a tabela preestabelecida. Veja abaixo todas as notícias e informações sobre o Imposto de Renda 2024.