Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Dá para viver de renda com prêmio de 'Quem quer ser um milionário?'?

Pela primeira vez uma pessoa acertou a pergunta do milhão no programa "Quem quer ser um milionário?". Jullie Dutra ganhou R$ 1 milhão ao responder corretamente que Pelé jogou a Copa de 1958 com a camisa 10.

Mas será que dá para viver de renda com esse dinheiro? Veja quanto rende R$ 1 milhão em diferentes aplicações financeiras e descubra se você poderia parar de trabalhar para sempre se tivesse esse valor

Tesouro Direto

Para quem quer correr o menor risco possível, o ideal é investir no Tesouro Direto. Dividindo R$ 1 milhão entre os três principais títulos do Tesouro, temos atualmente um rendimento aproximado de R$ 7.066 por mês, já descontando o Imposto de Renda.

No entanto, para viver de renda por um período indeterminado, é necessário descontar também a inflação. Nesse caso, um investimento de R$ 1 milhão nos mesmos títulos renderia somente R$ 3.836 por mês.

Dito de outra forma, ao investir R$ 1 milhão no Tesouro, você terá um rendimento líquido de cerca de R$ 7.066, mas, se quiser que o montante dure para sempre, poderá resgatar, em média, apenas R$ 3.836 por mês. Se resgatar mais do que isso, seu patrimônio começará a ser corroído pela inflação e em alguns anos terá perdido boa parte do valor.

Os títulos usados nessa simulação foram os seguintes: Tesouro Selic 2026, Tesouro Prefixado 2033 e Tesouro IPCA 2032. Os cálculos consideram uma inflação de 3,93% ao ano e uma taxa básica de juros (taxa Selic) de 10,5% em 2024. Esses números são medianas das projeções de analistas consultados pelo Banco Central.

CDB, LCA e LCI

Outros investimentos de baixo risco são o CDB, a LCA e a LCI. Com eles, é possível ter um retorno um pouco maior do que o do Tesouro Direto.

Fazendo uma pesquisa para esta coluna, encontrei dois CDBs com rendimento de R$ 112% do CDI. Um deles é emitido pelo banco Pine, e o outro, pelo banco Paulista.

Continua após a publicidade

Com esse retorno, o rendimento médio mensal, descontado o Imposto de Renda, ficaria em R$ 7.898. Se descontarmos também a inflação, o ganho ficaria em R$ 4.666. Este último é quanto você poderia gastar por mês sem afetar o patrimônio, ou seja, mantendo-o sempre corrigido pela inflação.

Talvez você tenha visto investimentos com rendimento muito acima de 112% do CDI. No entanto, verifique se tal aplicação tem liquidez diária - provavelmente não tem. Sem liquidez diária, você não conseguiria viver dessa renda, pois teria que esperar até a data de vencimento para fazer o resgate.

Quando se trata de investimentos de baixo risco para viver de renda, é fundamental que você possa resgatar a qualquer momento sem risco de prejuízo. Ou que o título faça um pagamento periódico de juros, como ocorre com os títulos do Tesouro citados acima.

Fundos imobiliários

Aplicando R$ 1 milhão em fundos de investimento imobiliário (FIIs), você teria aproximadamente R$ 7.687 por mês, livres de IR.

No caso de fundos imobiliários, não é preciso descontar a inflação, pois em geral a receita dos FIIs é atualizada por indicadores de preços, como o IPCA e o IGP-M. Sendo assim, você poderia gastar 100% dos R$ 7.687 que receberia, aproximadamente, todos os meses.

Continua após a publicidade

A diferença é que fundos imobiliários são mais arriscados que os títulos do Tesouro Direto e os CDBs. Esse valor de R$ 7.687 corresponde a quanto você receberia por mês se os fundos continuassem remunerando os investidores no mesmo ritmo dos últimos 12 meses. Mas não há nenhuma garantia de que eles o farão. Na verdade, a remuneração pode tanto diminuir quanto aumentar.

A simulação considerou a mediana do retorno atual dos 18 fundos mais negociados do setor de logística. Escolhi colocar na simulação somente fundos de logística porque se trata de um setor sólido. Foi o segmento menos afetado pela pandemia e o primeiro a se recuperar.

Quando o objetivo é viver de renda, é importante que os investimentos sejam resilientes a longo prazo, e a pandemia foi o maior teste de resistência dos investimentos dos últimos tempos.

Resumindo

Então, resumindo, investindo R$ 1 milhão em diferentes aplicações, esses são os valores que você poderia gastar por mês (em média) sem alterar o poder de compra do patrimônio:

  • Em Tesouro Direto: R$ 3.836
  • CDB a 112% do CDI: R$ 4.666
  • Fundos imobiliários de logística: R$ 7.687
Continua após a publicidade

Alguma dúvida?

Tendo alguma dúvida sobre investimentos, me siga no Instagram e envie uma mensagem por lá. Sua pergunta poderá ser respondida em breve nesta coluna.

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • O rendimento líquido do CDB de 112% do CDI não é R$ 7.066, como a matéria dizia anteriormente, mas sim R$ 7.898. A informação foi corrigida.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes