PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Risco de guerra na Ucrânia derruba Bolsas de Valores nos EUA e na Europa

Reprodução/pixabay
Imagem: Reprodução/pixabay
Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

14/02/2022 09h10

Esta é a versão online para a edição de hoje da newsletter Por Dentro da Bolsa. Para assinar este e outros boletins e recebê-los diretamente no seu email, cadastre-se aqui.

As Bolsas de Valores dos Estados Unidos e da Europa operam em forte queda nesta segunda-feira (14), refletindo a preocupação dos investidores com o risco de invasão russa à Ucrânia, que ganhou força após uma conversa entre os presidentes Joe Biden, dos Estados Unidos, e Vladimir Putin, da Rússia, no último sábado.

Os líderes discutiram, por telefone, durante cerca de uma hora, mas a conversa não contribuiu para aliviar as tensões, com Biden tendo alertado Putin para o fato de que os EUA e seus aliados estão preparados para "outros cenários" caso a diplomacia falhe.

Assim, os norte-americanos seguem acreditando que o ataque é iminente, e os cerca de 100 mil soldados russos posicionados na fronteira com a Ucrânia podem iniciar uma invasão ao país vizinho a qualquer momento.

Assim, investidores adotam uma postura mais cautelosa nos principais mercados do planeta, evitando ativos de risco - como as ações - e esperando por informações mais concretas sobre as verdadeiras intenções do governo russo.

Entretanto, os preços do barril de petróleo fecharam em forte alta na sexta-feira (11), impulsionados pelo receio com a possibilidade de guerra na Ucrânia.

O mercado europeu também teme que a Rússia corte o fornecimento de gás natural para a porção ocidental do continente em caso de conflito, o que elevaria o preço do insumo, pressionando a inflação na região.

Ibovespa animado com petróleo

Por aqui, o Ibovespa -principal índice da Bolsa brasileira- tenta manter o tom positivo, sustentado pela alta do petróleo, que beneficia as ações da Petrobras (PETR4) e de outras empresas do setor, e pelo resultado melhor do que o esperado do Itaú Unibanco (ITUB4) no quarto trimestre de 2021.

Leia no "Investigando o Mercado" (exclusivo para assinantes do UOL Economia Investimentos): informações sobre os resultados do Itaú no quarto trimestre de 2021.

Um abraço,

Felipe Bevilacqua

Analista certificado e sócio-fundador da Levante
CNPI - Analista certificado pela Apimec
Gestor CGA - Gestor de Fundos certificado pela Anbima
Administrador de Recursos e Gestor autorizado pela CVM

Queremos ouvir você

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre investimentos? Mande sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.