Opinião

Restaking: a maior tendência do Ethereum pode ser oportunidade ou ameaça?

À medida que ecossistemas de contratos inteligentes continuam a florescer, a necessidade de garantir a segurança de uma lista cada vez mais longa de redes adjacentes se apresenta como um gargalo para o desenvolvimento de novos serviços e funcionalidades.

No sistema "proof-of-stake" (prova de participação), redes processam transações e atingem consenso através da participação de validadores, que confirmam a veracidade de transações antes que as mesmas sejam efetivamente confirmadas por meio da sua inserção definitiva na cadeia de blocos.

Quem participa desse processo de forma célere e honesta é recompensado, e quem faz o oposto sofre penalidades que são subtraídas do montante que está trancado na rede — daí o termo "staking" (botar algo em risco). Quanto maior e mais descentralizada é a base de validadores, mais segura é a rede. Com o surgimento do restaking, os mesmos depósitos poderão ser usados como garantia para validar blocos em mais de uma rede.

Segurança compartilhada

Desenvolver essa camada de segurança do zero é um processo árduo e pode ser caro para novas aplicações, que muitas vezes são forçadas a oferecer incentivos econômicos que podem comprometer a sustentabilidade da rede no longo prazo e atrair participantes passageiros que abandonam a rede assim que uma oportunidade mais rentável se apresenta.

O protocolo EigenLayer, o principal nome no nascente setor de restaking, almeja criar um atalho para erguer essa camada de segurança, permitindo que validadores do Ethereum usem os seus depósitos para também validarem as transações realizadas nas novas aplicações. Ou seja, o mesmo depósito será usado como garantia para validar múltiplas redes.

Para os validadores, isso significa um "yield" (recompensas) maior. Já para as redes em desenvolvimento, o novo primitivo de "restaking" abre a porta e acelera o avanço para uma camada de segurança descentralizada e resiliente. Finalmente, para o Ethereum, restaking representa a possibilidade de um ecossistema com menor grau de fragmentação econômica e maior eficiência de capital.

Lançamento iminente

O EigenLayer não tem uma data de lançamento exata, mas o protocolo já está aceitando depósitos de tokens de staking líquidos. Esses tokens possibilitam que o seu detentor receba os proventos do processo de staking sem abrir mão da custódia e liquidez dos seus tokens (receber o "coupon" sem que o token saia da sua carteira). Após o depósito, o investidor recebe uma versão do seu token de staking líquido, agora com a funcionalidade de restaking.

Continua após a publicidade

Para ser mais específico, os depósitos já foram aceitos e devem ser aceitos novamente em futuras rodadas, já que a demanda tem sido tão grande que o limite de tokens a serem aceitos já foi superado várias vezes. Segundo o site do EigenLayer, a próxima rodada de depósitos deve ocorrer no dia 29 de janeiro.

Risco sistêmico

Na mesma medida que a função de restaking promete superar desafios, ela apresenta novas possíveis ameaças. O processo de restaking aumenta o grau de risco sistêmico, risco de contrapartida e agrega um nível de complexidade e interdependência ao processo de validação de blocos que já está gerando controvérsias.

O risco de perda através das penalidades aumenta, já que o mesmo montante de Ethereum está sendo usado para garantir a boa-fé e prontidão da validação de outras redes. Agregue a esse cenário os tokens de staking líquidos e um sistema interconectado com vários pontos de fragilidade vai aos poucos se desenhando.

Para que fique mais claro, são quatro camadas envolvidas: protocolo Ethereum, protocolo de staking líquido do Ethereum, protocolo de restaking (EigenLayer) e o token de restaking líquido.

O fundador do Ethereum opina

O próprio fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, abordou o assunto —mencionando explicitamente o EigenLayer— para distinguir implementações de restaking de baixo risco e alto risco.

Continua após a publicidade

Na sua postagem, ele destacou que o processo de restaking por si só não é necessariamente um problema, desde que não se crie a expectativa de que o "consenso social" do Ethereum deva intervir caso algo dê errado. Quando Vitalik fala de "consenso social", ele se refere a um amplo acordo dos investidores do Ethereum para desfazer um evento catastrófico.

Tal evento ocorreu em 2016, quando uma Organização Autônoma Descentralizada foi hackeada, e os principais nomes da comunidade do Ethereum recuperaram o montante roubado através de uma bifurcação dura na rede, que, explicando de forma extremamente simplificada, rebobinou o histórico da blockchain para devolver os tokens roubados. A antiga rede (onde o hacker ainda detinha os tokens) virou o Ethereum Classic, e a nova rede usurpou o título de "verdadeiro Ethereum".

Vale a pena acompanhar

Por enquanto, o debate em torno de restaking é inteiramente teórico, mas se você é um investidor ou prospectivo investidor do Ethereum (ou qualquer um dos tokens do seu ecossistema), vale a pena monitorar a evolução desse projeto, já que ele pode gerar um impacto relevante —bom ou ruim— na rede Ethereum como um todo.

Quer saber como economizar e investir, além do que está acontecendo na economia? Conheça e siga o novo canal do UOL "Economize e Invista" no WhatsApp.

Aulão: Organize suas finanças em 2024 de uma vez por todas

Ano novo é um bom momento para organizar as finanças. Saiba como fazer isso - como e manter o planejamento por todo o ano - em uma série de três lives do Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL Investimentos.

Continua após a publicidade

Assista ao aulão no Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, todas as quintas-feiras, das 16h às 16h40.

Abordaremos passos práticos para a elaboração de um orçamento, principalmente para aqueles que se sentem perdidos nesse processo.

Explore conosco as opções de investimento na renda fixa e variável. Entenda as possibilidades que existem para o seu dinheiro e tome decisões informadas.

Também discutiremos estratégias para gerenciar suas finanças e realizar sonhos, seja viajar, estudar, abrir um negócio ou mudar de emprego, com metas alcançáveis para 2024.

Quer investir melhor? Receba dicas no seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido? O UOL tem uma newsletter diária gratuita que o ajuda nesse objetivo. Assine o Por Dentro da Bolsa aqui. Você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pela equipe do PagBank Investimentos para aprender a investir melhor.

Continua após a publicidade

Você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor o seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui. UOL Investimentos ainda tem diversos conteúdos diários que te ajudam a lidar melhor com seu dinheiro.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

O UOL Economia é de propriedade do Universo Online S.A., sociedade que controla as empresas do Grupo UOL. O Grupo UOL tem em sua composição empresas que exercem atividades reguladas no setor financeiro. Apesar de o Grupo UOL estar sob controle comum, os executivos responsáveis pelo Banco Seguro S.A. são totalmente independentes e as notícias, matérias e opiniões veiculadas no portal tem como único objetivo fornecer ao público elementos a título educacional e informativo sobre o mercado e produtos financeiros, sendo baseadas em dados de conhecimento público na data de sua divulgação, conforme fontes devidamente indicadas, e condições mercadológicas externas ao Grupo UOL que podem ser alteradas a qualquer momento, mas sem constituir qualquer tipo de relatório de análise, recomendação, oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes