IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Como funciona o Tesouro Selic? É seguro? Quanto rende?

Suwaree Tangbovornpichet/oStock
Imagem: Suwaree Tangbovornpichet/oStock

Fernando Barbosa

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/06/2023 04h00

O Tesouro Direto tem alguns dos títulos mais simples e menos instáveis para investir do mercado. É considerado como um investimento eficiente para construir riqueza no longo prazo, e até para guardar dinheiro para emergências.

Existem várias opções de título. Entre elas, está o Tesouro Selic, que acompanha o sobe e desce da taxa básica de juros. Tesouro IPCA+, Tesouro Prefixado e Tesouro RendA+ são as outras opções.

O que é o Tesouro Selic?

Tesouro Selic é um dos títulos da dívida pública brasileira. Ao comprá-lo, o investidor empresta dinheiro ao governo, que oferece juros como recompensa e utiliza os recursos para financiar seus gastos e desenvolver novos projetos.

Esse investimento é pós-fixado. Ou seja, você só vai saber exatamente quanto vai receber no vencimento. Aremuneração está atrelada à taxa básica de juros mais um percentual fixo no momento da contratação.

Quais as vantagens do Tesouro Selic?

Segurança e liquidez. A oferta dos recursos por parte do governo oferece mais segurança à operação, afirma Lucas Rufino, CEO da Simpla Invest. Além disso, você pode vender a qualquer momento.

Esse tipo de investimento é respaldado pelo governo brasileiro, o que reduz consideravelmente os riscos envolvidos. Além disso, o Tesouro Selic também oferece alta liquidez, o que significa que você pode resgatar seu dinheiro a qualquer momento, sem enfrentar dificuldades.
Lucas Rufino, CEO da Simpla Invest

Investimento acessível. Hoje, há dois títulos diferentes disponíveis. O Tesouro Selic 2026, que paga a Selic mais 0,0674%, e o Tesouro Selic 2029, que paga a taxa mais 0,1623%. O investimento mínimo é de R$ 134,05 e de 133,06, respectivamente.

Rentabilidade diária e acima da poupança. A planejadora financeira e sócia da HCI Invest, Nayra Sombra, diz que como a Selic está acima de 8,5% ao ano, a caderneta tem rentabilidade de 6,17% ao ano mais a TR. Por outro lado, o Tesouro Selic rende aproximadamente 100% da Selic mais uma pequena taxa — atualmente, a taxa básica de juros está em 13,75% ao ano.

Outra diferença para a poupança é que a rentabilidade é diária. Na caderneta é preciso aguardar o aniversário de cada depósito para receber os juros.

Não sofre marcação a mercado. A marcação a mercado é uma atualização diária do real valor de um investimento. Isso acontece tanto na renda fixa, quanto de renda variável. Quem investir em um título de renda fixa, público, de uma empresa ou banco, pode ver o valor desse título variar até o vencimento, e pode até ter prejuízo. Mas isso vale somente se a pessoa resgatar antes do vencimento. Se não mexer antes da data de resgate, ela vai receber exatamente o que foi contratado - o valor que investiu mais os juros.

No Tesouro Selic, isso não acontece. O valor do título é ajustado diariamente de acordo com a taxa básica de juros. Caso exista uma diferença real entre o patamar da Selic e a inflação do país, como neste momento, seu retorno será sempre positivo. Por isso, é usado também como reserva de emergência.

E os riscos?

Nayra Sombra, da HCI Invest, diz que há três tipos de riscos: o risco de mercado, de crédito e de liquidez. Todos considerados baixos. O risco de mercado tem relação com as mudanças de preços nos títulos conforme incertezas políticas, mudanças na taxa de juros e na inflação, por exemplo.

Risco de crédito também existe. Mas a possibilidade é considerada remota.

O risco de crédito do Tesouro Direto vem do Governo Federal, pois estamos emprestando nosso dinheiro a ele, que assume a responsabilidade pelo pagamento. Apesar de o risco ser mínimo, existe a chance do não pagamento.
Nayra Sombra, sócia da HCI Invest e planejadora financeira pela Planejar

Risco de liquidez. Esse risco está relacionado à dificuldade de negociar os papéis no mercado. Geralmente, isso ocorre quando um ativo é pouco negociado entre investidores. No entanto, como o governo realiza a recompra dos papéis, esse problema é quase inexistente.

Quais são os custos?

Imposto de renda regressivo. No Tesouro Direto, a tributação dos investimentos é regressiva. Isso significa que quanto mais tempo o dinheiro permanecer aplicado, menor é o Imposto de Renda pago pelo investidor.

  • Até 180 dias: 22,5%
  • De 181 a 360 dias: 20%
  • De 361 a 720 dias: 17,5%
  • A partir de 721 dias: 15%

Quem aplica nos títulos do Tesouro Nacional precisa pagar o IOF. Assim como o Imposto de Renda, a cobrança do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) também é regressiva. Entretanto, o IOF é cobrado apenas se o resgate ocorrer antes de 30 dias. Após esse período, o IOF é zero.

Taxa de custódia. É cobrada a cada semestre pela B3 entre janeiro e julho, podendo também ser auferida em caso de venda antecipada. O pagamento é de 0,20% sobre o saldo total das aplicações. Mas a cobrança só vale se o investidor tiver mais do que R$ 10 mil investidos. Abaixo disso, ele estará isento da cobrança.

Taxa de administração. Essa taxa é cobrada pelas instituições financeiras, como bancos, corretoras e distribuidoras de valores, para a manutenção de suas atividades. Hoje, porém, muitas instituições oferecem taxa zero para esse investimento.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.