Bolsas

Câmbio

S&P prevê que América Latina sofrerá recessão em 2016

Nova York, 29 Jan 2016 (AFP) - A economia da América Latina recuará 0,2% em 2016, em vez de crescer 0,5% como havia sido previsto anteriormente. Segundo a nova estimativa, a contração do Brasil será de 3%, anunciou nesta sexta-feira a agência de classificação Standard & Poors (S&P).

A S&P justificou seu corte da projeção de crescimento deste ano para a região devido à "fraca perspectiva para o Brasil, onde a atual instabilidade política está acentuando as condições globais difíceis", segundo o economista-chefe para América Latina, Joaquín Cottani.

A agência também mencionou a "maior volatilidade dos mercados financeiros e uma maior queda nos preços das matérias-primas, em particular do petróleo", o que deteriorou a atividade econômica da região no último trimestre de 2015 e no início desse ano.

Para toda a região, a estimativa é uma recessão de 0,2% do PIB, em vez do crescimento de 0,5% projetado anteriormente.

Para o Brasil, espera-se uma forte contração de 3% na economia, em vez de 2%.

Para 2015, a S&P estima que América Latina sofreu uma recessão de 0,5% (em vez de 0,3% na projeção anterior), com o Brasil retrocedendo 3,6% (em vez de 3,2%).

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estimou na semana passada que a região fechará 2016 com um recuo de 0,3%, em recessão pelo segundo ano consecutivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos