G7 quer lutar contra o protecionismo e as 'más práticas comerciais'

Taormina, Itália, 27 Mai 2017 (AFP) - Os líderes do G7, reunidos na cúpula de Taormina (Sicília), decidiram em uma declaração conjunta lutar contra o protecionismo, mas também contra todas as "más práticas comerciais".

"Reiteramos nosso compromisso de manter os mercados abertos e lutar contra o protecionismo, mantendo-nos firmes contra todas as más práticas comerciais", aponta o texto do comunicado, divulgado após o final da cúpula.

"Ao mesmo tempo, reconhecemos que o comércio não tem beneficiado a todos. Por esta razão, estamos comprometidos a adotar políticas adequadas para que todas as empresas e todos os cidadãos possam desfrutar melhor de todas as oportunidades oferecidas pela economia global", acrescenta.

O presidente americano Donald Trump, que defende um certo nacionalismo econômico para promover o "made in America", decidiu no final de abril "reavaliar" todos os acordos comerciais assinados pelos Estados Unidos, incluindo com a OMC, para lutar contra "violações e abusos" que eles causam, disse ele.

Desde que tomou posse, a administração Trump tem criticado o sistema de resolução de conflitos da OMC, sua ferramenta-chave para evitar guerras comerciais, e teria até mesmo, de acordo com a imprensa americana, planejado simplesmente ignorar suas decisões, ameaçando de fato a OMC

jit-ob/gde/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos