Bolsas

Câmbio

Vale anuncia alta da produção de minério de ferro no segundo trimestre

Rio de Janeiro, 20 Jul 2017 (AFP) - A Vale anunciou nesta quinta-feira que sua produção de minério de ferro bateu um recorde no segundo trimestre, superando as estimativas do mercado. A alta foi impulsionada pelas operações da mineradora na região Norte.

No período entre abril e junho, a empresa produziu 91,8 milhões de toneladas métricas deste componente do aço, alta de 5,8% em relação ao mesmo período de 2016 e de 6,6% em comparação com o primeiro trimestre deste ano.

A expectativa média de seis especialistas consultados pela agência financeira Bloomberg era de uma produção de 91,4 milhões de toneladas no segundo trimestre.

O grupo encerrou 2016 com a produção inédita de 348,8 milhões de toneladas de minério de ferro (+0,9%).

Essa marca pode ser superada neste ano, com uma produção de 360 a 380 milhões de toneladas, "em linha com a estratégia atual de maximização de margem", indicou a Vale em comunicado.

O avanço se deve principalmente ao Sistema Norte - que inclui o projeto S11D, em vias de ser implementado no Pará -, que teve produção recorde de 41,5 milhões de toneladas no segundo trimestre, alta de 13,7% em relação ao mesmo período de 2016.

O incremento da produção, contudo, não deve ser traduzido em lucro recorde, devido à queda dos preços do minério de ferro no mercado internacional, aponta a Bloomberg.

O produto, que estava sendo negociado por 95 dólares a tonelada em fevereiro, caiu a 53 dólares em meados de junho, devido a um excesso de oferta. Desde então, se recuperou a cerca de 68 dólares, graças a uma alta da demanda de aço e aos bons resultados da economia chinesa.

Os investidores não ficaram impressionados com o recorde da produção: as ações ordinárias da Vale estavam em queda de 2,4% às 11H16 na Bolsa de São Paulo, com o mercado estável.

A Vale vai anunciar seus resultados financeiros em 27 de julho.

A mineradora apontou, por outro lado, uma redução de sua produção de cobre e aço.

A produção de cobre no segundo trimestre foi de 100.800 toneladas, recuo de 4,6% em relação ao mesmo período de 2016 e de 6,2% comparado ao primeiro trimestre deste ano.

O retrocesso se deve principalmente à suspensão da produção na mina de Sudbury, no Canadá, para manutenção, explicou a Vale.

A produção de níquel no segundo trimestre foi de 65.900 toneladas (-16,1% em comparação com o mesmo período de 2016 e -7,7% frente ao primeiro trimestre deste ano), também influenciada por Sudbury.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos