Bolsas

Câmbio

Bayer recua nas previsões para 2017 por causa do Brasil

Frankfurt am Main, 27 Jul 2017 (AFP) - O grupo químico e farmacêutico alemão Bayer, que espera fechar em breve a compra da americana Monsanto, revisou para baixo suas previsões anuais, principalmente por causa das dificuldades em sua atividade de produtos fitossanitários no Brasil.

Para 2017, a Bayer espera um volume de negócios de "mais de 49 bilhões de euros", contra os 51 bilhões de euros previstos até o momento. Além disso, salvo elementos excepcionais, antecipa um EBITDA em alta de entre 5% e 10% interanual, contra o piso de 10% estimados anteriormente.

Na divisão agroquímica Crop Science, "registramos um claro retrocesso do volume de negócios e dos lucros bem relação às importantes reservas no Brasil, o segundo maior mercado agrícola do mundo", explica o CEO da Bayer, Werner Baumann, citado no comunicado.

esp/ggy/ra/pc/tt

MONSANTO

BAYER

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos