PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Sri Lanka quer restringir importação de tuk-tuks

20/10/2017 15h56

Colombo, 20 Out 2017 (AFP) - O Sri Lanka planeja restringir a importação de tuk-tuks numa tentativa de reduzir os acidentes de trânsito e o tráfego intenso, disse o ministro de Transporte, Nimal Siripala de Silva, nesta sexta-feira (20).

Quase um quinto dos acidentes rodoviários no país são causadas pelos táxis de três rodas, um elemento constante na paisagem, que também estão superlotando a rede de estradas, acrescentou Silva.

"Temos mais de um milhão de trishaws (como são conhecidos os tuk-tuks lá), e nossas estradas não aguentam mais nenhum", disse ele ao Parlamento. Silva explicou que, como o governo não pode banir essas importações, ele iria limitá-las.

O Sri Lanka tem cerca de 1,2 milhão de tuk-tuks, segundo dados oficiais, quase todos vindos da Índia, e muitos em péssimo estado de conservação.

Na ausência de transporte público de massa, os táxis de três rodas se tornaram uma opção de transporte popular, bem como fonte de emprego, com um número cada vez maior de jovens motoristas.

Contudo, em janeiro, as autoridades apertaram a legislação dos tuk-tuks, alegando preocupações com segurança.

Entre as novas regras, faróis e lanternas tornaram-se itens obrigatórios, e os motoristas foram proibidos de fumar enquanto levam passageiros.

O sindicato dos taxistas do Sri Lanka também pressionou o governo para limitar a importação de tuk-tuks, alegando a saturação do mercado.