Bolsas

Câmbio

Agricultores fazem manifestações na França preocupados com Mercosul

Paris, 19 Fev 2018 (AFP) - Os sindicatos FNSEA e Jovens Agricultores (JA) vão organizar manifestações em toda a França nesta quarta-feira (21) para expressar importantes preocupações do setor agropecuário, na véspera da recepção de mil produtores no Palácio do Eliseu.

O presidente Emmanuel Macron vai receber, na quinta-feira, na sede presidencial, cerca de mil jovens agricultores de menos de 35 anos para uma "recepção à nova geração agropecuária".

Questionada sobre a intenção de Macron pelo France Info, a presidente do FNSEA, Christiane Lambert, respondeu: "Acho que ele vai lhes dizer que ama eles, porque ele adora dizer isso às pessoas". Contudo, "eles esperam um pouco mais".

"Na véspera, faremos na França um dia de ação dos agricultores para dizer: 'Senhor Macron, sobre o Mercosul, o que acontece se você abrir infinitamente as fronteiras? E se você trocar zonas desfavorecidas de agricultores que não terão mais ajudas?", declarou Lambert.

"Há algumas incoerências que nós devemos apontar", destacou.

As zonas agrícolas desfavorecidas são áreas com dificuldades naturais (topográficas, ou de clima, por exemplo), onde os produtores agropecuários recebem compensações provenientes da União Europeia. Macron quer reformular esse mapa, considerado obsoleto.

O sindicato JA disse querer "reagir diante da operação de comunicação de Macron", que lhes convidou ao Palácio do Eliseu, embora esteja pronto para assinar os acordos do Mercosul, disse à AFP uma porta-voz do sindicato.

As negociações em curso entre a UE e os quatro países do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) e a possível expansão do limite de importação de carne bovina e de etanol latino-americanos preocupam o setor na França, especialmente os pecuaristas.

Em paralelo, diversos agricultores estão aflitos com a reformulação do mapa de zonas desfavorecidas, o que pode privá-los de benefícios.

Esta grande ação nacional no dia anterior à reunião com Macron "significa que as coisas não vão tão bem" em nenhuma das duas questões, acrescentou Lambert.

Além disso, Macron pretende "bater o recorde de comparecimento" dos presidentes da República em sua visita ao Salão de Agricultura neste sábado, disse ela.

Mas "nós não medimos a atenção que ele nos dá pelas horas que gasta no salão. Vamos falar com ele sobre todos os assuntos", afirmou Lambert.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos