PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Warren Buffett ganha US$ 29 bilhões com a reforma fiscal de Trump

24/02/2018 14h41

Nova York, 24 Fev 2018 (AFP) - A Berkshire Hathaway, holding do bilionário americano Warren Buffett, recebeu um cheque de 29 bilhões de dólares do governo, graças à reforma fiscal aprovada pelo governo Donald Trump, que reduziu consideravelmente os impostos das empresas.

Em sua aguardada carta aos acionistas, Buffett explica que lucro líquido das participações da holding chegou a 65,3 bilhões de dólares em 2017.

"Grande parte do ganho não veio de nada que conquistamos na Berkshire," explicou Buffet, um dos investidores mais admirados do mundo.

"Apenas 36 bilhões procedem das operações da Berkshire. Os demais 29 bilhões foram entregues em dezembro quando o Congresso reescreveu o código fiscal".

A reforma reduziu a taxa de impostos das empresas americanas de 35% para 21%, o que fez com que muitas companhias alterassem sua contabilidade, mudanças que para algumas representaram custos adicionais e para outras, como a Berkshire Hathaway, enormes ganhos fiscais.

A Berkshire Hathaway possui participações acionárias em várias grandes empresas de diversos setores da economia americana, como American Express, Apple, Bank of America, Charter Communications, Coca-Cola, Delta Air Lines, General Motors, Goldman Sachs, Moody's, Wells Fargo e Southwest Airlines.

O lucro líquido da holding passou de 24,07 bilhões de dólares em 2016 a 44,94 bilhões em 31 de dezembro de 2017.

lo/bbk/ch/lb/lda/fp

WELLS FARGO & COMPANY

BANK OF AMERICA

DELTA AIR LINES

AMERICAN EXPRESS

COCA-COLA

GENERAL MOTORS

GOLDMAN SACHS GROUP

APPLE INC.

MOODY'S CORP.

CHARTER COMMUNICATIONS

SOUTHWEST AIRLINES