PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

EUA e México estão prontos para assinar novo Nafta sem Canadá

25/09/2018 15h28

Nova York, 25 Set 2018 (AFP) - Os Estados Unidos e o México poderiam avançar sem o Canadá em uma nova versão do Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta), disse o representante comercial americano, Robert Lighthizer, nesta terça-feira, segundo reportagens.

Os esforços da semana passada para tentar superar as diferenças entre Washington e Ottawa nas negociações para reescrever o Nafta, que começaram no ano passado, parecem ter se estagnado.

Washington e Cidade do México anunciaram no mês passado um acordo sobre um novo pacto comercial, mas diálogos separados com o Canadá até agora não conseguiram produzir resultados.

"Ainda há uma grande distância entre nós", disse Lighthizer em uma conferência em Nova York, segundo a imprensa. "Se o Canadá vier mais tarde, então é o que vai acontecer".

O presidente Donald Trump informou ao Congresso que pretende assinar um novo acordo, com ou sem o Canadá, até o fim de novembro, antes de o novo presidente do México tomar posse.

Mas Ottawa resistiu à pressão para cumprir o prazo de 30 de setembro imposto por Washington para concordar com os termos para revisar o acordo comercial de 25 anos.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse na terça-feira que há "uma possibilidade de construir sobre o que eles acordaram", mas que sua prioridade é alcançar "o acordo certo".

Lighthizer disse que os negociadores "estão ficando sem tempo" para finalizar os termos até o fim de semana, de acordo com o The Washington Post.

Se as divergências com Ottawa não puderem ser resolvidas até lá, o governo de Trump pedirá ao Congresso que aprove um contrato somente para o México, disse ele.

Pontos de discórdia remanescentes dizem respeito ao sistema gerenciado pelo Estado do Canadá de produção de laticínios, proteções para indústrias culturais canadenses e provisões para resolver disputas que surgirem entre os parceiros do Nafta, que Trump está tentando eliminar.

PUBLICIDADE