ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Avião de Merkel faz pouso de emergência rumo ao G20

29/11/2018 22h03

Berlim, 30 Nov 2018 (AFP) - A chanceler alemã, Angela Merkel, não poderá participar da abertura da reunião do G20 em Buenos Aires, após seu avião realizar um pouso de emergência em Colonia, no oeste da Alemanha, informou nesta quinta-feira uma porta-voz da chancelaria à AFP.

"Não prosseguiremos hoje" com a viagem para Buenos Aires, disse a porta-voz após o pouso de emergência provocado por um problema técnico no Airbus quando o avião sobrevoava a Holanda.

Segundo mensagens publicadas no Twitter por jornalistas alemães que estavam a bordo do avião, Merkel deverá seguir na manhã de sexta-feira para Madrid, onde pegará um voo comercial para Buenos Aires com uma delegação limitada.

A chancelaria ainda não confirmou tais informações.

O ministro alemão da Fazenda, Olaf Scholz, estaria entre esta limitada delegação.

A chanceler deve passar a noite em Bonn (oeste), informou no Twitter uma jornalista da rede estatal ZDF.

De acordo com a agência DPA, o porta-voz do governo Steffen Seibert informou que a viagem foi interrompida para respeitar o tempo máximo de voo da tripulação.

O porta-voz acrescentou que está sendo analisado o adiamento das reuniões de Merkel com outros lídres à margem do G20.

O Airbus A340-300, chamado de Konrad Adenauer, o primeiro chanceler alemão do pós-guerra, foi recebido pelos bombeiros na pista de pouso, informou a DPA.

Segundo a agência alemã, o capitão informou às 20H30 (17H30 Brasília) aos passageiros que faria um pouso em Colonia devido a um problema técnico que provocou a interrupção de vários sistemas elétricos.

"Não se preocupem, vamos pousar de forma segura em Colônia".

O avião retornou quando sobrevoava a Holanda e foi para Colônia porque é lá que está baseado o único aparelho substituto.

O pouso foi brusco e como o aparelho ainda estava com muito combustível e peso, os freios foram fortemente acionados.

Em meados de outubro, o mesmo avião teve problemas na Indonésia e obrigou o ministro da Fazenda a voltar de uma reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI) a bordo de um avião comercial.

jdö/lr

Mais Economia