PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Wall Street se recupera com fortes altas

26/12/2018 20h18

Nova York, 26 dez 2018 (AFP) - As ações de Wall Street dispararam nesta quarta-feira (26), após quatro dias de queda, diante de dados sólidos de vendas no varejo e da afirmação da Casa Branca de que o presidente do Fed, Jerome Powell, não será demitido.

Depois de viver a pior semana desde 2008, Wall Street teve seu melhor desempenho diário em nove anos.

O índice industrial Dow Jones avançou 4,98%, a 22.878,36 unidades. O tecnológico Nasdaq subiu 5,89%, a 6.554,36 unidades, e o S&P 500 teve alta de 4,96%, a 2.467,70.

Com o retorno do apetite pelo risco, o mercado de títulos recuou. O rendimento dos títulos do Tesouro americano a 10 anos subiu a 2.807%, contra 2.738% na segunda-feira, e o dos títulos de 30 anos subiu a 3.065%, ante 2.993%.

"O mercado superou as condições de excesso de vendas e estava fortemente orientado para uma recuperação", disse Matt Miskin, estrategista de mercado da John Hancock Investments.

"O ânimo pode ser muito inconstante em momentos como esse e é por isso que é importante não se apressar", alertou.

Dados da empresa Mastercard SpendingPulse mostraram que as vendas de Natal aumentaram 5,1%, a 850 bilhões de dólares - o maior crescimento em seis anos.

E o assessor econômico da Casa Branca, Kevin Hassett, garantiu que o presidente Donald Trump não considera destituir Powell, como mencionado nos últimos dias.

O pessimismo entre os investidores é "enorme", disse Karl Haeling, da LBBW.

As empresas de varejo tiveram os melhores resultados. A Amazon subiu 4,8% após anunciar que suas vendas de Natal bateram um novo recorde.