PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

George Soros chama líder chinês de 'inimigo mais perigoso' das sociedades livres

24/01/2019 19h55

Davos, Suíça, 24 Jan 2019 (AFP) - O bilionário e filantropo George Soros considerou nesta quinta-feira (24) que o presidente chinês, Xi Jinping, é o "inimigo mais perigoso" das sociedades livres e democráticas, durante um discurso em Davos.

"A China não é o único regime autoritário do mundo, mas é o mais rico, o mais forte e o mais desenvolvido em matéria de inteligência artificial", declarou o magnata durante um jantar que organiza todos os anos à margem do Fórum Econômico Mundial.

"Isto faz de Xi Jinping o inimigo mais perigoso daqueles que acreditam em sociedades livres", disse Soros durante este encontro na estação de esqui dos Alpes suíços.

Também pediu aos Estados Unidos que "tomem medidas duras" contra os grupos tecnológicos chineses Huawei e ZTE.

No ano passado, George Soros criticou os gigantes da Internet, como o Facebook, do qual disse nesta quinta que "se vendeu para maximizar os lucros".

Desta vez, o ex-investidor americano de origem húngara colocou Pequim em sua mira.

"No ano passado ainda achava que a China precisava estar mais integrada nas instituições de governo mundial, mas, desde então, o comportamento de Xi me fez mudar de ideia", afirmou.

aue/glr/bc/cb

Facebook

ZTE