PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

OCDE volta a reduzir previsão de crescimento mundial

06/03/2019 08h18

Paris, 6 Mar 2019 (AFP) - O crescimento da economia mundial será de apenas 3,3% em 2019 em consequência das tensões comerciais e da incerteza política, prevê a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE) em um relatório publicado nesta quarta-feira.

A OCDE, que em novembro divulgou uma previsão de crescimento de 3,5%, explica a redução pelo "aumento da incerteza política, as tensões comerciais persistentes e uma contínua redução da confiança das empresas e dos consumidores".

O crescimento foi revisado em baixa em quase todas as economias do G20, em particular na Eurozona (-0,8 ponto, a 1%) e Reino Unido (-0,6 ponto, a 0,8%).

A OCDE destaca que em caso de separação sem acordo entre Reino Unido e União Europeia, "a perspectiva seria significativamente menor" para a Grã-Bretanha: o Produto Interior Bruto (PIB) cairia 2% durante os próximos dois anos, como efeito da aplicação dos direitos alfandegários da Organização Mundial do Comércio (OMC).

O comércio mundial "desacelerou fortemente" devido às barreiras comerciais existentes e "os novos pedidos em vários países permanecem em queda".

As restrições efetivas em 2018 "pesam sobre o crescimento, o investimento e os níveis de vida, em particular das residências com baixa renda", destaca a OCDE.

A atividade do planeta está especialmente exposta a uma desaceleração que seria ainda mais aguda que o previsto na China, onde a organização prevê um crescimento de 6,2% este ano (contra 6,3% em novembro) e de 6,0% em 2020 (sem mudança).

"As tensões comerciais pesam cada vez mais nas exportações e na produção industrial na segunda economia mundial", constata a OCDE.

Uma queda de dois pontos do crescimento do PIB na China representaria um corte do crescimento mundial de 0,4 ponto percentual, de acordo com a organização.

boc/soe/bc/erl/fp