PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Economia do México escapa da recessão crescendo 0,1% no 2º trimestre

31/07/2019 14h01

México, 31 Jul 2019 (AFP) - A economia do México cresceu apenas 0,1% no segundo trimestre do ano, evitando assim uma recessão, segundo dados publicados nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (Inegi), celebrados pelo presidente Andrés Manuel López Obrador.

A cifra preliminar do Produto Interno Bruto (PIB) é um avanço em relação à retração de 0,2% que a segunda maior economia da América Latina registrou nos primeiros três meses deste ano.

"Ao contrário do que estimavam alguns, que a economia ia cair, que íamos entrar em recessão, felizmente a economia cresceu, de acordo com os dados do Inegi. O prognóstico dos especialistas não funcionou", disse o presidente em sua habitual coletiva de imprensa matinal.

Analistas e a imprensa alertaram, nos últimos dias, sobre a possibilidade do México entrar em recessão - segundo definição técnica, quando a atividade apresenta taxas de crescimento negativo durante dois trimestres consecutivos.

"Esta é uma notícia muito boa, sobretudo porque afasta o medo, a intenção de criar desconfiança, nós não temos dúvidas", acrescentou López Obrador.

Por componentes, as atividades terciárias, que incluem o vasto setor de serviços - equivalente a 60% do PIB -, cresceram 0,2%, enquanto o setor primário, que engloba agricultura e pecuária, caiu 3,4% entre abril e junho, detalhou o Inegi.

As atividades secundárias, entre as quais se inclui o vital setor industrial - muito voltado para a exportação -, não exibiram variação durante o segundo trimestre em relação ao período anterior.

jla/dga/gma/ll/db