PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

China vai reduzir tarifas de importação a partir de janeiro

Thinkstock
Imagem: Thinkstock

Em Pequim

23/12/2019 08h09

A China vai reduzir as tarifas de importação de mais de 850 produtos, incluindo carne de porco congelada, a partir de janeiro, anunciou o ministério das Finanças hoje, em uma tentativa de combater a escassez deste alimento básico no país.

A indústria de carne de porco da China foi muito afetada pela peste suína africana, que forçou o sacrifício de mais de um milhão de animais, de acordo com estatísticas oficiais, e dobrou o preço do produto.

O anúncio desta segunda-feira determina que as tarifas sobre a carne de porco congelada cairão de 12% para 8% a partir de 1 de janeiro.

A medida não parece estar relacionada com a guerra comercial aberta entre China e Estados Unidos, que levou os dois países a aumentar as tarifas de vários produtos, uma batalha de centenas de bilhões de dólares que afetou o crescimento mundial.

No entanto, o presidente americano Donald Trump retuitou hoje duas notícias da imprensa sobre a redução das tarifas, sem qualquer comentário adicional. A lista de produtos afetados inclui vários itens que as empresas chinesas compram nos Estados Unidos, como carne de porco a aparelhos eletrônicos.

Analistas consideram que com esta decisão Pequim deseja enviar sinais de uma certa abertura, depois de alcançar um acordo mínimo com Washington este mês para reduzir algumas taxas e trabalhar rumo a um pacto mais amplo.

A Comissão de Tarifas do Conselho de Estado afirmou em um comunicado que as mudanças devem "otimizar a estrutura comercial e promoverão um desenvolvimento de alta qualidade da economia".

Também serão reduzidas as tarifas de outros produtos alimentares como pescado, queijo e frutas secos, além de produtos farmacêuticos, componentes para smartphones e vários produtos químicos.

Além disso, produtos importados de países como Nova Zelândia, Peru, Costa Rica, Suíça, Islândia, Austrália, Coreia do Sul e Paquistão também serão submetidos a uma redução de tarifas, de acordo com o ministério.