PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

T-MEC avança no Senado dos EUA, mas sua ratificação pode demorar

07/01/2020 19h40

Washington, 7 Jan 2020 (AFP) - Uma comissão do Senado americano aprovou nesta terça-feira (7) o tratado de livre comércio com o Canadá e o México (USMCA, na sigla em inglês e T-MEC na sigla em espanhol), mas sua ratificação pode demorar.

A Comissão de Finanças da Câmara Alta aprovou o texto por maioria de 25 votos contra três, com o "grande apoio" de republicanos e democratas, escreveu em sua conta no Twitter o presidente do grupo, Chuck Grassley.

No entanto, ainda não há uma data para a sua votação definitiva no Senado, pois a Câmara alta estará tratando do processo de impeachment do presidente Donald Trump.

A organização do julgamento está estagnada desde 18 de dezembro, quando a Câmara de Representantes (baixa) decidiu denunciar Trump por abuso de poder e obstrução do Congresso.

Em dezembro, o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnel, tinha advertido que o T-MEC seria posto em votação no plenário "muito provavelmente" depois do processo de Trump. No entanto, na semana passada e diante da falta de indícios sobre quando o julgamento vai começar, McConnel disse que o Senado se ocuparia das "atividades habituais".

Se o acordo for aprovado no Senado, deverá ser homologado em seguida por Trump.

"O Senado deve agir agora. Estou convencido de que o texto chegará ao gabinete do presidente", disse o senador Grassley perante a comissão.

Mas além do julgamento, outro fator poderia retardar o T-MEC. O acordo deverá ser votado em outras comissões antes de chegar ao plenário.

"Penso que isto gerará um problema", disse Grassley, segundo o site Politico.

O México já ratificou o texto que substitui o Nafta, em vigor desde 1994, e o Canadá indicou que o fará quando os Estados Unidos o fizerem.

elc/gm/llu/mvv