PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Guaidó negocia 'reestruturação' da Telesul com aliados da AL

13/01/2020 08h29

Caracas, 13 Jan 2020 (AFP) - O opositor Juan Guaidó, reconhecido como presidente encarregado da Venezuela por cerca de 50 países, anunciou neste domingo (13) discussões com aliados da América Latina para a "reestruturação" da Telesul, emissora internacional de notícias fundada pelo falecido presidente Hugo Chávez.

"Criei a comissão presidencial para a reestruturação da Telesul (...). Assumirá a tarefa de coordenar com os aliados da região para iniciar o processo de substituição efetiva do sinal atual por um novo conteúdo plural e democrático que possa ser transmitido e sintonizado progressivamente dentro e fora da Venezuela", informou Guaidó no Twitter.

O líder da oposição não deu detalhes sobre o procedimento para fazer essa substituição, nem como seria financiada.

"A Telesul foi usada para promover a desestabilização da região, apoiar grupos terroristas, atentar contra a democracia, mentir sobre a Venezuela e defender a ditadura de Maduro", afirmou Guaidó, acrescentando que os integrantes da comissão para o "resgate" do sinal serão nomeados "nos próximos dias".

"O deputado fala do que não sabe e, claramente, não entende (...). Nós continuamos", reagiu no Twitter a presidente da emissora, Patricia Villegas, rejeitando o anúncio de Guaidó.

A Telesul foi fundada em 2005, e seu sinal chega à grande parte da América Latina, assim como a países europeus como a Espanha.

erc/dg/tt