PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Lagarde prevê recessão 'considerável' na zona do euro por coronavírus

Garçom contempla falta de movimento em restaurante na Praça de São Marcos, em Veneza, frente ao número de contágios de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na Itália - Manuel Silvestri/Reuters
Garçom contempla falta de movimento em restaurante na Praça de São Marcos, em Veneza, frente ao número de contágios de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na Itália Imagem: Manuel Silvestri/Reuters

19/03/2020 19h41

Berlim, 19 Mar 2020 (AFP) — A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, prevê uma recessão "considerável" na zona do euro devido ao impacto da epidemia de coronavírus, em um texto que vários jornais europeus publicarão nesta sexta-feira.

"Uma grande parte da economia está temporariamente paralisada, então a atividade econômica na zona do euro vai se contrair consideravelmente", estima a francesa no texto, que será publicado nos jornais Le Figaro (França), Handelsblatt (Alemanha), Financial Times (Reino Unido) e El Mundo (Espanha).

O BCE anunciou na quarta-feira que vai dedicar até 750 bilhões de euros à compra de dívida pública e privada, a fim de conter os efeitos econômicos da pandemia de coronavírus.

Se isso não bastar, o BCE "fará tudo o que for necessário no âmbito de seu mandato para ajudar a zona do euro a superar essa crise", uma vez que a instituição "está a serviço dos europeus", diz a ex-diretora do FMI.

"As condições financeiras na zona do euro deterioraram-se acentuadamente" nos últimos dias e "nossa avaliação da situação econômica ficou sombria", explica Lagarde.

O dispositivo de "emergência" diante da pandemia representa "7,3% do PIB da zona do euro" e visa oferecer um sopro de oxigênio a uma economia confiscada pelo vírus.

Entretanto, ela garante que, se a política monetária oferecer uma resposta forte, "as políticas de saúde e orçamentárias ficarão em primeiro plano".