PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Arábia Saudita aumentará exportações de petróleo a 10,6 milhões de barris por dia

O rei da Arábia Saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud (esq.) ao lado de seu filho e príncipe Mohammed bin Salman, em Riade - Saudi Press Agency via Reuters
O rei da Arábia Saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud (esq.) ao lado de seu filho e príncipe Mohammed bin Salman, em Riade Imagem: Saudi Press Agency via Reuters

Da AFP, em Riade

30/03/2020 10h33

A Arábia Saudita anunciou hoje que pretende aumentar as exportações de petróleo para um volume recorde de 10,6 milhões de barris por dia (mbd) em maio, em meio a uma guerra de preços com a Rússia.

"O reino pretende aumentar suas exportações de petróleo em 600 mil barris por dia a partir de maio, o que elevará suas exportações (totais) para 10,6" mbd, disse um funcionário do ministério da Energia, citado pela agência oficial SPA.

Esse anúncio do maior exportador mundial é feito em um momento em que a pandemia do novo coronavírus levou a uma queda na demanda, contribuindo para uma redução dos preços do petróleo.

E significa que Riade, que já anunciou um forte aumento na produção em abril, adicionará pelo menos 3,6 mbd ao mercado, que experimenta uma forte queda nos preços.

De fato, os preços do petróleo abriram nesta segunda-feira em forte queda, com o barril de Brent em seu nível mais baixo desde 2002.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em maio chegou a US$ 22,58, preço que não atingia há mais de 17 anos e que representa um declínio de cerca de 10% em comparação ao fechamento de sexta-feira.

Em Nova York, o barril do WTI para entrega em maio desceu abaixo do limite de US$ 20, aproximando-se do preço de US$ 19,46 que havia atingido em 20 de março.

Economia