PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Shell tem prejuízo de US$ 24 milhões no 1º trimestre

30/04/2020 06h28

Londres, 30 Abr 2020 (AFP) - O grupo Royal Dutch Shell anunciou nesta quinta-feira um prejuízo líquido de 24 milhões de dólares no primeiro trimestre, consequência da crise do petróleo.

A empresa anglo-holandesa, que registrou lucro líquido de 6 bilhões de dólares no mesmo período em 2019, afirmou em um comunicado que espera um segundo trimestre difícil, ante a queda histórica das cotações no mercado de petróleo em plena pandemia do novo coronavírus.

Como as empresas concorrentes, a Shell foi particularmente afetada em março pela queda dos preços, que prosseguiu em abril, com a cotação do barril americano em cotação negativa durante alguns dias.

O mercado do petróleo enfrenta uma falta de demanda devido à paralisação em vários países, enquanto as capacidades de armazenamento se aproximam do limite.

A produção do grupo caiu 1%, a 3,719 milhões de barris de petróleo equivalente por dia.

A Shell advertiu que no segundo trimestre vai reduzir ou limitar a produção de petróleo e gás, assim como as atividades de refino e química, com um impacto esperado em seus resultados financeiros.

A medida coincide com a promessa da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus sócios de reduzir a produção em 10 milhões de barris por dia para tentar reequilibrar o mercado, mas os analistas consideram que isto não será suficiente.

O CEO do grupo, Ben van Beurden, citou "condições extremamente difíceis", que levaram a Shell a adotar uma série de medidas.

Nesta quinta-feira, a empresa anunciou a decisão de reduzir o valor de seus dividendos, ante a perspectiva de que os preços continuem baixos por um longo período.

Esta é a primeira vez que a Shell reduz os dividendos desde os anos 1940, de acordo com o jornal Financial Times.

jbo/sl/bc/zm/fp

ROYAL DUTCH SHELL PLC

PUBLICIDADE