PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Combate a incêndio em petroleiro continua no Sri Lanka

08/09/2020 11h32

Colombo, 8 Set 2020 (AFP) - A Índia enviou nesta terça-feira (8) quantidades adicionais de produtos químicos para combater o incêndio que recomeçou no "New Diamond", um navio petroleiro carregado com 270.000 toneladas de petróleo, informou a Marinha do Sri Lanka,em cuja costa o incidente ocorre.

"Como resultado dos esforços incessantes dos parceiros da missão (de socorro), as chamas foram reduzidas em certa medida, por enquanto", informou a Marinha em um comunicado.

Acreditava-se que o incêndio, que começou na última quinta-feira, havia sido extinto no domingo, mas recomeçou na segunda-feira devido aos fortes ventos na região.

À medida que o fogo avançar também crescem os temores de um vazamento de petróleo no Oceano Índico, depois do ocorrido nas Ilhas Maurício em agosto passado.

Porém, de acordo com os especialistas das equipes de resgate, por enquanto não há indícios de vazamento de petróleo do "New Diamond", que também carrega 1.700 toneladas de diesel em seus armazéns para abastecer suas máquinas.

Um avião da Guarda Costeira indiana deve transportar pó químico nesta terça-feira para ser disperso por helicópteros sobre o petroleiro, acrescentou a Marinha do Sri Lanka.

Na segunda-feira, seis especialistas em resgate e 11 profissionais especializados em gestão de desastres, enviados pelos armadores gregos do navio, chegaram ao local onde o navio está parado, a cerca de 55 km de uma vila costeira, Sangamankanda Point, acrescentou.

Com bandeira panamenha, o "New Diamond" é propriedade de uma empresa registrada na Libéria, a Porto Emporios Shipping Ing., mas é administrado pelo armador grego New Shippping Limited, segundo a Marinha do Sri Lanka.

As temperaturas continuam muito altas na popa do petroleiro, o que dificulta o embarque, segundo a empresa holandesa Smit Salvage, especializada em resgate e salvamento de navios, contratada pelos proprietários.

"Assim que a situação for considerada estabilizada e segura, poderemos inspecionar o navio", disse à AFP sua matriz, SMIT, com sede em Haia, que espera rebocá-lo para um local mais seguro e transferir a carga para outros petroleiros.

No total, 19 navios, do Sri Lanka e da Índia, estão envolvidos nas operações de combate ao incêndio.

O "New Diamond", com 23 tripulantes a bordo, transportava sua carga do Kuwait até o porto indiano de Paradip. Um marinheiro filipino morreu na explosão na sala de máquinas que deu início ao incêndio.

aj/qan/lch/pz/age/mis/mr