PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Bolsa de São Paulo encerra com novo recorde primeira semana de 2021

08/01/2021 20h04

São Paulo, 8 Jan 2021 (AFP) - A bolsa de São Paulo encerrou a primeira semana do ano superando pela primeira vez os 125.000 pontos, sustentada pelo avanço da vacinação contra a covid-19 no mundo e pelo anúncio de uma megafusão entre dois grupos da área da saúde no Brasil.

O índice Ibovespa, que na quinta-feira tinha superado pela primeira vez os 122.000 pontos (+2,76%), manteve o impulso e fechou na sexta com alta de 2,20%, a 125.076.

Na semana, sua apreciação foi de 5,09%.

O Ibovespa alcançou uma "marca histórica novamente, seguindo a toada otimista que a gente vem vendo nas bolsas pelo mundo afora desde novembro, desde o início da proximidade da vacinação, da perspectiva da abertura das economias", disse o analista João Freitas, da Toro Investimentos.

Com mais de 201 mil mortos pela covid-19, o Brasil não começou até agora a imunização de sua população, mas o processo poderia finalmente começar depois dos pedidos para uso emergencial apresentados nesta sexta pelo Instituto Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz, respectivamente sócios brasileiros das vacinas chinesa CoronaVac e britânica Oxford/AstraZeneca.

O mercado de ações também foi impulsionado pelo anúncio de negociações avançadas de fusão entre a Notre Dame Intermédica (GNDI), uma das maiores operadoras do setor da saúde do país, e a Hapvida, maior operadora de planos de saúde das regiões norte e nordeste.

O anúncio oficial, antecedido por boatos, provocou a interrupção das cotações dos dois grupos, que registraram as maiores altas do dia, de 26,59% para a GNDI e de 17,68% para a Hapvida.

Em 2020, o Ibovespa registrou alta de 3,10%, recuperando no segundo semestre o tombo de mais de 40% sofrido em março, após a chegada da pandemia ao Brasil.

js/val/tly/mvv