PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

AIE adverte sobre incapacidade 'crônica' da Opep de manter promessas

11/02/2022 12h21

Paris, 11 Fev 2022 (AFP) - A Agência Internacional de Energia (AIE) advertiu, nesta sexta-feira (11), sobre a incapacidade "crônica" da Opep de produzir a quantidade de petróleo prometida e revisou para cima suas previsões a respeito da demanda de petróleo para este ano.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) freia a produção para sustentar os preços, em acordo com seus aliados na Opep+, mas não cumpre suas promessas e leva mais barris para o mercado.

No início de fevereiro, os países produtores membros do pacto Opep+ concordaram em aumentar, ligeiramente, a produção, apesar da alta dos preços, no momento em que as tensões geopolíticas causam incertezas sobre a oferta.

A AIE destacou, contudo, a incapacidade "crônica" deste cartel e de seus sócios de se ajustarem aos seus objetivos, o que, estimulado pelas tensões geopolíticas, faz os preços dispararem.

"Se a lacuna entre a produção da Opep+ e suas metas continuar, as tensões na oferta persistirão, o que torna mais provável uma situação de volatilidade e de pressão de alta para os preços", frisou a agência.

Entre dezembro e janeiro, os países da Opep aumentaram sua produção em 64.000 barris por dia, até chegar a um nível de 27,981 milhões de barris por dia (mbd), segundo fontes indiretas citadas em um relatório do cartel publicado na quinta-feira (10).

Segundo a AIE, a demanda mundial deve aumentar 3,2 mbd este ano até atingir o nível de 100,6 mbd, contra a projeção anterior de 99,7 mbd. Esta mudança se dá, graças ao relaxamento das restrições para conter a covid-19.

jmi/soe/nth/an/es/tt