PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Zelensky convoca Holanda a boicotar energia russa

Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky sugeriu um boicote a energia russa durante videochamada com o Parlamento da Holanda - Presidência da Ucrânia/via Reuters
Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky sugeriu um boicote a energia russa durante videochamada com o Parlamento da Holanda Imagem: Presidência da Ucrânia/via Reuters

31/03/2022 10h04Atualizada em 31/03/2022 10h04

Durante uma intervenção por videoconferência no Parlamento holandês nesta quinta-feira (31), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu aos presentes que estejam preparados para boicotar a energia russa.

"Estejam preparados para parar a exportação de energia da Rússia, para não pagar milhares de milhões para a guerra", convocou, em seu discurso.

A Rússia é o principal fornecedor de gás natural da Europa. Em um esforço para isolar Moscou e privar a Rússia de receita após sua invasão da Ucrânia, a União Europeia (UE) quer reduzir em dois terços as compras europeias de gás russo este ano.

A maior jazida de gás natural da Europa fica no norte da Holanda, na região de Groningen. Devido aos repetidos sismos, porém, o governo holandês prometeu aos moradores que irá fechá-la.

Para depender menos do gás russo, uma solução seria extrair mais gás em Groningen, mas o governo quer limitar este processo ao máximo.

No longo prazo, a extração de gás em Groningen deve parar em 2023, ou 2024, disse o Executivo recentemente, embora este prazo possa sofrer alterações pela situação internacional.

Em seu discurso de hoje, o presidente ucraniano também pediu sanções "mais fortes" e "a interrupção de qualquer tipo de comércio" com a Rússia.

O presidente ucraniano tem feito esta peregrinação, via videoconferência, por vários parlamentos ocidentais, discursando em seu próprio idioma e com tradução simultânea.