Petróleo tem leve baixa após informe de reservas nos EUA e reunião do Fed

Os preços do petróleo fecharam em leve baixa nesta quarta-feira (1º), após a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), o banco central americano, e a publicação do informe semanal de reservas de petróleo nos Estados Unidos.

O barril Brent do Mar do Norte, negociado em Londres para entrega em janeiro, caiu 0,45%, para 84,63 dólares. Já o West Texas Intermediate (WTI), de referência nos EUA e para entrega no mesmo mês, recuou 0,71%, para 80,44 dólares, um mínimo em dois meses.

No início das negociações, os preços subiam e as atenções do mercado estavam voltadas para "a guerra no Oriente Médio e os sinais da economia mundial", afirmaram os analistas da Energi Danmark. No entanto, acrescentaram que o mercado considera cada vez mais "improvável" o envolvimento direto do Irã na guerra entre Israel e Hamas.

Os preços cederam após a divulgação do comunicado do Fed sobre sua reunião de política monetária. O banco central decidiu manter inalteradas as taxas de juros - que estão em seu nível máximo em 22 anos -, mas insistiu em que a inflação deve continuar sendo monitorada.

Jerome Powell, o presidente do Fed, "deixou suas opções abertas", destacou Edward Moya, da Oanda.

Após o comunicado do Fed, o dólar se fortaleceu, o que encarece o barril para investidores em outras divisas, pressionando os preços para baixo.

Além disso, os Estados Unidos divulgaram o relatório de suas reservas de petróleo, que aumentaram em apenas 800.000 barris na semana passada, para 421,9 milhões de barris (mb), um incremento inferior ao volume de 1,8 mb esperado pelos analistas.

emb-vmt/clc/mr/gm/rpr/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes