Bolsas

Câmbio

Cinco coisas que vão dar o que falar hoje

Lorcan Roche Kelly

(Bloomberg) - Fim das sanções impostas ao Irã, Brent a menos de US$ 28 e ações mundiais em baixa. Eis alguns dos assuntos que vão dar o que falar nos mercados nesta manhã.

A volta do Irã

A Agência para a Energia Nuclear das Nações Unidas anunciou no sábado que o Irã cumpriu as condições de um acordo internacional para limitar seu programa de desenvolvimento nuclear, o que permite cancelar as sanções contra o país. Agora os bancos iranianos poderão se reconectar ao sistema Swift de transações financeiras internacionais, possibilitando que os capitais entrem - e saiam - livremente do país. Os EUA aplicaram novas sanções contra o Irã no domingo por causa do programa de mísseis, mas elas são muito limitadas no contexto dos controles que acabam de ser suspensos.

Petróleo

A maior reação ao cancelamento das sanções contra o Irã ocorreu no preço do petróleo - o Brent ficou abaixo de US$ 28 por barril da noite para o dia - porque a produção iraniana ingressará em um mercado de petróleo que já apresenta uma superabundância global. Os mercados acionários do Golfo Pérsico despencaram, pois parece que a reversão das quedas dos preços do petróleo ficou ainda mais distante, apesar do otimismo expressado pelo ministro do Petróleo da Arábia Saudita. Nos EUA, o preço do North Dakota Sour caiu para menos de US$ 0, para US$ 0,50 negativos por barril em uma refinaria na sexta-feira.

Eleição em Taiwan

A líder opositora taiwanesa Tsai Ing-wen foi eleita presidente na eleição do sábado e o partido dela, o Partido Progressivo Democrático, obteve uma clara maioria parlamentar e tirou o partido Kuomintang do poder pela primeira vez desde que Chiang Kai-shek fugiu pelo estreito de Taiwan em 1949. Depois do resultado, Tsai, 59, prometeu reformar a economia em decadência de Taiwan sem deixar de manter a paz com a China Continental. Agora, a administração de Pequim, que considera Taiwan uma província chinesa, terá que revisar seu plano de ação para uma reunificação final, pois o novo governo em Taipei busca a independência absoluta. O índice Taiex subiu 0,6% no encerramento da primeira sessão após o resultado eleitoral.

Bancos levam uma surra

As bolsas asiáticas caíram da noite para o dia e as ações europeias apresentam resultados variados no que vai da sessão de negociação de hoje. O índice Europe Stoxx 600 não registrava mudanças às 11h20, horário de Londres. As ações dos bancos foram as mais prejudicadas, com uma queda de quase 4% no índice Euro Stoxx Banks no começo do trading antes de se recuperar parcialmente. As companhias mineradoras também não tiveram descanso: as ações da Anglo American se tornaram as mais voláteis do Europe 600 Index e entraram no reino das "penny stocks" - ações com cotação abaixo de US$ 1.

Davos começa, os mercados dos EUA fecham

A reunião anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, começa nesta semana, e mais uma vez as grandes personalidades da economia se reunirão para discutir a situação mundial. A Bloomberg informará novidades e transmitirá entrevistas feitas em Davos durante a semana inteira pela televisão e pela internet. Nos EUA, os mercados estão fechados hoje pelo feriado do Dia de Martin Luther King.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos