Bolsas

Câmbio

Vale pode perder para Rio Tinto posto de maior produtora minério

David Stringer

  • Moacyr Lopes/Folhapress

(Bloomberg) -- A Rio Tinto está prestes a empatar com a Vale - ou até mesmo desbancá-la - no posto de maior produtora de minério de ferro do mundo neste ano já que a mineradora com sede em Londres está expandindo a oferta enquanto sua concorrente enfrenta o impacto do rompimento da barragem da Samarco, sua joint venture, em novembro, no Brasil.

As principais produtoras continuam aumentando a produção, mesmo com o colapso dos preços, buscando expandir a participação de mercado e reduzir os custos através da utilização total de suas redes de minas, ferrovias e portos.

A Rio Tinto prevê que a produção de suas minas, incluindo as toneladas alocadas a parceiros, aumentará cerca de 7% neste ano, para 350 milhões de toneladas, enquanto a Vale reduziu no mês passado sua estimativa para 2016, de 376 milhões de toneladas há um ano para 340 milhões a 350 milhões de toneladas.

Mudança temporária

"É apenas uma mudança temporária enquanto não forem iniciadas as operações do projeto S11D da Vale, que é enorme", disse Adrian Doyle, consultor sênior da CRU Group em Sidney, em entrevista por telefone.

A Vale prevê que a produção se expandirá para 420 milhões a 450 milhões de toneladas em 2019 à medida em que a companhia aumentar a oferta, incluindo as 90 milhões de toneladas por ano do ativo S11D no norte do Brasil, que está programado para entrar em atividade no segundo semestre deste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos