Bolsas

Câmbio

Política monetária está causando 'grandes danos', diz Deutsche Bank

Carolynn Look

(Bloomberg) -- Pode ser que as políticas flexíveis de bancos centrais não apenas tenham chegado a seu fim, mas também estejam causando danos agora, segundo o economista-chefe do Deutsche Bank.

"A política monetária atingiu seus limites. De fato, agora está no ponto onde está causando grandes estragos", disse David Folkerts-Landau em entrevista à Bloomberg TV nesta sexta-feira. "Nos últimos seis anos, tentamos tudo para estimular a demanda com políticas de bancos centrais e não tivemos sucesso".

O economista destacou que os bancos centrais já promoveram a flexibilização quantitativa (QE, na sigla em inglês) e disse que "agora é como se estivéssemos prestes a considerar a expansão da oferta monetária para que isso funcione - isso suscita a seguinte pergunta real: o que está na base dessa falta de demanda agregada, e a seguinte pergunta: é possível curá-la com uma política eternamente agressiva?".

Nos últimos anos, bancos centrais de todo o mundo reduziram as taxas de juros e intensificaram o estímulo em uma luta contra a demanda hesitante e a inflação baixa.

Folkerts-Landau diz que as taxas negativas estão afetando a rentabilidade das instituições financeiras em um momento em que os bancos enfrentam requisitos regulatórios maiores, e que o período prolongado de políticas flexíveis destruiu o poder da política monetária para se espalhar para a economia.

"Quando essa fase for alcançada, então é melhor se perguntar o que se pode fazer, se houver o desejo de fazer algo, e esse algo tem que ser a política fiscal", disse ele a Tom Keene e Scarlet Fu, da Bloomberg. "Odeio dizer isso, mas é a única forma de sairmos daqui".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos