Bolsas

Câmbio

Um índice ainda alerta para recessão nos EUA, segundo o Deutsche Bank

Julie Verhage

(Bloomberg) -- A taxa de desemprego nos EUA está abaixo de 5|%, a atividade industrial está se acelerando e os pedidos de auxílio-desemprego estão diminuindo. Mesmo assim, o Deutsche Bank AG afirma que ainda há motivo para se temer uma recessão no país.

De acordo com o economista-chefe da instituição nos EUA, Joseph LaVorgna, a causa de preocupação é o índice de indicadores antecedentes, que é calculado pelo Conference Board a partir de indicadores que teoricamente se movem antes do ciclo de negócios como um todo.

"Embora o gasto do consumidor tenha sido relativamente firme no segundo trimestre e o crescimento da geração de empregos tenha se recuperado fortemente no mês passado, a tendência declinante na taxa de crescimento do índice de indicadores antecedentes aponta que os riscos de curto prazo para o crescimento ainda são de decepção", ele escreveu.

"Nos últimos dois ciclos de negócios, uma queda interanual completa no índice de indicadores antecedentes após um período prolongado de crescimento foi presságio de recessão", afirmou LaVorgna.

Porém, o índice é alvo de críticas. "Por que olhar para o índice de indicadores antecedentes quando todos os seus componentes estão disponíveis antes da data de divulgação dele?", questiona Neil Dutta, responsável pela análise da economia dos EUA na Renaissance Macro Research LLC. "Quando é divulgado, o indicador já é notícia velha... Eu argumento que é um indicador sem importância porque nós já sabemos o comportamento das bolsas, curva de juros, confiança do consumidor, pedidos de auxílio-desemprego e índice dos gerentes de compras."

LaVorgna reconheceu esse aspecto no relatório dele, mas afirma que a junção de todos os componentes é útil. "Os participantes do mercado costumam prestar pouca atenção ao índice de indicadores antecedentes porque a maioria de seus subcomponentes já é sabida na ocasião da divulgação, mas a série tende a capturar pontos de virada na economia."

O quadro é bem diferente para outros indicadores que reúnem vários pontos de dados. Por exemplo, o Índice Citi de Surpresa Econômica, que compara os dados divulgados com as expectativas para os mesmos, vem subindo após um início de ano morno. Um resultado acima de zero significa que os dados foram melhores do que o mercado esperava; abaixo de zero significa que desapontaram as expectativas.

É outro motivo para a incerteza em relação à direção da economia americana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos