Bolsas

Câmbio

Airbnb aposta em reserva de voo para enfrentar Priceline, dizem fontes

Olivia Zaleski e Gerrit De Vynck

(Bloomberg) -- O Airbnb está desenvolvendo um serviço de reserva de viagens aéreas para tentar competir com Priceline e Expedia por uma fatia maior dos gastos online dos clientes com viagens.

O desenvolvimento do recurso de reserva de voos é incipiente e a empresa analisa vários caminhos para entrar no negócio, disseram pessoas familiarizadas com os planos. O Airbnb pode adquirir uma agência de viagens online ou licenciar dados de uma provedora, como Amadeus IT Group ou Sabre, disseram as pessoas, que pediram anonimato por discutirem sobre produtos inacabados. Dentro da empresa, o projeto é conhecido simplesmente como Flights, disseram as pessoas.

O Airbnb pretende que o Flights decole antes de buscar a abertura de capital, jogada provável para os próximos 18 meses, disseram as pessoas. Nick Papas, porta-voz do Airbnb, preferiu não comentar sobre os planos para reservas de voos e disse que a companhia não planeja abrir capital em um futuro próximo.

Desde sua criação, oito anos atrás, o Airbnb ajudou a criar uma indústria global a partir da hospedagem em residências de desconhecidos. Mas a companhia espera encontrar novas fontes de receita com seu amadurecimento. No mês passado, adicionou passeios, reservas em restaurantes e outros serviços de viagens com uma iniciativa chamada Airbnb Trips. A startup, que foi avaliada em US$ 30 bilhões pelos investidores neste ano, disse que quer ajudar a planejar toda a viagem de férias do cliente em vez de limitar-se a oferecer o lugar de hospedagem.

A entrada no ramo de voos deixaria Priceline e Expedia, que operam os maiores sites de busca e reserva de voos, em alerta. As margens do setor de viagens online são normalmente superiores no segmento de hotéis e aluguéis de propriedades, mas os voos ajudam a atrair clientes para os sites. A Alphabet entrou neste espaço em 2010 ao adquirir a provedora de dados de empresas aéreas ITA Software por US$ 700 milhões para reforçar sua própria ferramenta de busca de voos.

Steve Hafner, CEO do website de busca de voos Kayak, disse no mês passado que muitas empresas de hospedagem tentaram sem sucesso entrar no ramo de busca de voos. "Não estou nada preocupado com a entrada do Airbnb no ramo de voos", disse ele, em conferência.

O CEO do Airbnb, Brian Chesky, fez uma apresentação no mês passado, em Los Angeles, quando exibiu os novos designs do site e dos aplicativos da companhia. Uma das imagens mostrava um pequeno gráfico de um avião em uma seção chamada Itinerário de Viagem. É neste espaço que o Airbnb pretende oferecer sugestões para as melhores opções de passagens aéreas com base em preço, tempo de viagem e condições climáticas esperadas, disseram as pessoas familiarizadas com os planos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos