Bolsas

Câmbio

Novo GMC Terrain pode pôr à prova política de Trump com o México

David Welch

(Bloomberg) -- A General Motors pode testar a paciência do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, com seu novo GMC Terrain -- exibido pela primeira vez hoje na abertura do Salão do Automóvel de Detroit -- quando o SUV de alta gama chegar do México às concessionárias dos EUA neste ano.

Trump já usou o Twitter para criticar a GM e a Toyota por importar carros compactos de baixo preço do México. Embora as companhias também vendam esses modelos nos mercados emergentes, a GMC é uma marca primordialmente americana com SUVs premium que têm preços mais altos e margens de lucro maiores que os carros pequenos.

A companhia com sede em Detroit, EUA, atualmente produz o Terrain e seu colega Chevy Equinox em uma fábrica em Ingersoll, Ontário, no Canadá. Transferir o Terrain para o México em vez dos EUA é, em parte, uma resposta à enorme concorrência entre as fabricantes de veículos, que buscam obter uma vantagem através de custos de produção mais baixos. O acordo trabalhista de 2015 com o sindicato United Auto Workers aumentou os salários e benefícios para milhares de funcionários mais jovens dos EUA que anteriormente ganhavam muito menos que a mão de obra mais antiga das fábricas.

Os trabalhadores mexicanos do setor automotivo ganham em média US$ 8,24 por hora em salário e benefícios, em comparação com os US$ 46,35 por hora que os trabalhadores recebem nos EUA. No Canadá os salários são semelhantes.

Pressão competitiva

"Tenho certeza de que veremos um tuíte", disse Kristin Dziczek, analista do Centro de Pesquisa Automotiva em Ann Arbor, Michigan. "Os custos trabalhistas são uma parte, mas essa é uma questão de concorrência. Quando algumas das fabricantes tiverem ido para lá, outras terão que ir."

Duncan Aldred, vice-presidente de marketing e vendas globais da GMC, disse que a GM está usando fábricas existentes com capacidade para lidar com o volume de produção. Ele não quis entrar em detalhes sobre as possíveis políticas comerciais de Trump.

"Planejamos isso durante muito tempo e estamos usando nossas instalações existentes", disse ele.

A GM tem muito interesse no Equinox e no Terrain, que chegarão ao mercado como modelos reformulados no primeiro e no terceiro trimestre, respectivamente. SUVs pequenos são um segmento crescente do mercado e uma grande fonte de renda para a companhia, por isso, quando planejou as novas versões, a GM decidiu aumentar a produção de uma para três fábricas -- adicionando os veículos a duas instalações existentes no México, de acordo com um porta-voz da GM. A iniciativa significa que a GM aposta em que um estoque maior representará mais compradores novos e também é uma jogada para ganhar mais com cada venda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos