Guardiões da Galáxia invadem parques da Disney

Christopher Palmeri

(Bloomberg) -- O último passeio pela perigosa Twilight Zone: Tower of Terror, que fica no parque temático California Adventure, da Walt Disney, foi em janeiro. No dia 27 de maio, a atração reabrirá com Senhor das Estrelas, Groot e outros personagens da série de filmes da empresa "Guardiões da Galáxia".

Os caçadores de emoção que forem ao brinquedo renovado seguirão Rocket, o guaxinim do filme que adora metralhadoras, em uma missão que inclui quedas repentinas ao ritmo de seis músicas pop clássicas, como "Hit Me With Your Best Shot", de Pat Benatar, e "Free Ride", de Edgar Winter Group. A construção do brinquedo Guardians of the Galaxy Mission: Breakout! Custou cerca de US$ 100 milhões, segundo estimativas do UBS.

A Disney está empreendendo uma enorme expansão de seus resorts, com gastos quase recorde. Mas, embora esteja estreando destinos novos e extravagantes, como Disney Shanghai Resort, que custou US$ 5,5 bilhões e abriu no ano passado na China, e Pandora the World of Avatar, um projeto estimado em US$ 850 milhões lançado nesta semana no Animal Kingdom, na Flórida, a maior empresa de parques temáticos do mundo também está fazendo reformas menos caras de atrações preexistentes.

"O brinquedo faz a mesma coisa, é o visual do filme que o torna mais contemporâneo", disse Dennis Speigel, consultor da International Theme Park Services em Cincinnati. "É um excelente jeito de adicionar grandes atrações novas sem gastar muito dinheiro construindo tudo do zero."

A Tower of Terror tinha 13 anos e era uma das atrações mais populares do parque, que fica em Anaheim, Califórnia. Inspirada em "Além da Imaginação", o seriado de TV clássico da CBS, elevava os visitantes a um antigo e misterioso hotel, com um elevador que subia e caía de 13 andares. Três outras versões continuam funcionando em outros parques da Disney.

Com a reforma, a Disney, que tem sede em Burbank, Califórnia, está se concentrando nos personagens de sua própria safra da Marvel ? aqueles que provavelmente aparecerão em mais filmes, programas de TV e também em mercadorias. "Guardiões da Galáxia Vol. 2", que dá continuidade às aventuras da equipe desordeira de heróis do espaço, arrecadou US$ 736 milhões em bilheterias do mundo inteiro desde que estreou, no dia 5 de maio.

Devido a um contrato assinado antes que a Disney comprasse a Marvel em 2009, a Universal Studios detém os direitos do parque temático aos heróis dos quadrinhos na metade leste dos EUA. A atração inspirada nos Guardiões da Galáxia é a primeira com um tema Marvel em um parque da Disney na América do Norte e é um indício do que vem pela frente no parque California Adventure, de acordo com Bob Weis, presidente da unidade de design de parques temáticos da Disney. "Estamos planejando muitas coisas com nossas franquias de super-heróis aqui", disse ele, em entrevista em Anaheim. "Temos uma enorme quantidade de terrenos ao redor. Isso nos deu uma oportunidade para estabelecer uma grande referência antecipadamente."

O CEO Bob Iger está investindo em parques em um momento em que o futuro do maior negócio da Disney, a televisão, parece menos favorável. Os consumidores estão assistindo a mais vídeos pela internet, então a audiência da TV tradicional está diminuindo, o que complica a perspectiva para a venda de propagandas de taxas de TV paga, as duas principais fontes de renda do setor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos