Mercedes mira ricos amantes de quadriciclos com picape de luxo

Colin McClelland

(Bloomberg) -- A Mercedes-Benz, que enfrenta um enorme recall ligado às preocupações com as emissões dos veículos a diesel, está polindo sua imagem refinada com a primeira picape da história da marca, apostando que os consumidores de carros de luxo estão prontos para um veículo com caçamba equipado com bancos de couro, acabamento de carvalho e dirigibilidade compatível com as rápidas rodovias alemãs.

A Mercedes Classe X, com preço a partir de 37.300 euros (US$ 43.200) na Alemanha, chegará às concessionárias da marca em seu país de origem a partir de novembro e posteriormente será lançada na África do Sul, na Austrália e na Nova Zelândia em 2018 e na América Latina no ano seguinte. O modelo da Mercedes será disponibilizado inicialmente com duas opções a diesel e uma com motor a gasolina. O modelo top de linha V6 a diesel será disponibilizado a partir de meados de 2018.

A Mercedes destina a picape de médio porte aos clientes ricos que gostam de quadriciclos e de velejar. Abordar um segmento novo tão distante de modelos opulentos como o sedã Classe S mostra até que ponto a maior fabricante mundial de veículos de luxo está disposta a chegar para conseguir mais vendas. Por enquanto, a marca pretende manter distância do competitivo mercado de "trucks" dos EUA, dominado por veículos utilitários como a Ford F-150, que custa US$ 27.100. A Classe X proporciona à Mercedes um produto que as rivais BMW e Audi provavelmente não terão tão cedo.

"Com a Classe X abriremos esse segmento a novos grupos de clientes", disse o CEO Dieter Zetsche em comunicado. "Nossa picape convence tanto como burro de carga quanto como veículo familiar e de estilo de vida."

Características de carro

A Daimler estima que a demanda por picapes de médio porte crescerá 43 por cento na próxima década, para cerca de 3,2 milhões de veículos. O número pode ser atraente, mas entrar em novos segmentos pode ser um risco, especialmente para uma marca que se vale da imagem de elegância e desempenho. Além disso, as picapes de luxo têm pouco histórico de sucesso, como descobriram a General Motors e a Ford com os fracassos de vendas Cadillac Escalade EXT e Lincoln Blackwood.

O veículo, cujo custo de desenvolvimento está na casa das "centenas altas de milhões de euros", será produzido como parte da cooperação da Daimler, que tem sede em Stuttgart, com a aliança Renault-Nissan. Os veículos para a Europa serão montados em uma fábrica da Nissan Motor em Barcelona, enquanto os modelos para a América Latina serão produzidos em uma fábrica da Renault em Córdoba, na Argentina.

"A Classe X é a primeira picape genuína com características convincentes de carro de passageiros", disse Volker Mornhinweg, chefe da unidade de vans da Mercedes, que desenvolveu o modelo. "Como resultado, a Classe X força os limites da picape clássica."

O modelo não será oferecido tão cedo nos EUA por causa do domínio das picapes full-size concorrentes locais, "ao passo que a picape média tem mais apelo globalmente", disse Mornhinweg em apresentação da Classe X nos arredores de Cidade do Cabo, na qual foi exibido como o veículo se saía em curvas, subidas verticais e terrenos rochosos e molhados. A Mercedes informou também que não tentará vender o veículo na China devido ao preço e ao uso das picapes por parte dos clientes do país para transporte de cargas.

--Com a colaboração de Elisabeth Behrmann

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos