PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

First Solar quer corrigir dilema energético da Califórnia

Mark Chediak e Christopher Martin

19/10/2017 12h05

(Bloomberg) -- Os grandes parques solares ajudaram a criar um dilema na rede elétrica da Califórnia. E agora estão se oferecendo para ajudar a resolvê-lo.

Os painéis solares se proliferaram no Estado Dourado, inundando a rede de energia no meio do dia, quando há sol -- oferta que desaparece rapidamente após o pôr do sol. Isso criou uma curva acentuada na demanda de energia líquida da Califórnia com a forma de um pato. E a chamada curva do pato está se tornando mais acentuada a cada ano, colocando os preços da eletricidade no atacado em território negativo, forçando desligamento de geradores e fazendo com que seja cada vez mais difícil manter a confiabilidade das linhas de transmissão da Califórnia.

O CEO da First Solar, Mark Widmar, acredita ter a solução: mudar a forma de pagar os parques solares. Se as distribuidoras de energia do estado os compensarem por desligar a geração quando a rede não precisar deles e por fornecer energia mais tarde, os parques poderão usar inversores e controles de software cada vez mais sofisticados para realizar ajustes, disse ele. Eles só estão funcionando a pleno vapor atualmente porque os contratos com os clientes os incentivam a produzir o máximo de energia possível, disse ele.

"Eles simplesmente querem que você produza o máximo possível", disse Widmar, na quarta-feira, ao participar de um simpósio organizado pela gestora de rede California Independent System Operator, em Sacramento, nos EUA. "Alguns contratos penalizam a baixa geração."

A First Solar sabe bem disso. A empresa com sede em Tempe, no Arizona, EUA, mantém cerca de 3,6 gigawatts de geração solar na Califórnia. A empresa poderia frear a geração fortemente à tarde.

Widmar disse que a First Solar vem dialogando com autoridades do estado sobre a criação deste novo tipo de contrato que pagaria as geradoras solares para que produzissem menos na metade do dia e para que oferecessem energia em um horário mais avançado da tarde, quando a demanda é maior. "O que estamos tentando propor permite capturar o valor inerente que a energia solar é capaz de criar", disse ele.

PUBLICIDADE